Jacob Nampudakam

Padre Jacob Nampudakam SAC (Erattupetta, 10 de agosto de 1955) é presbítero indiano da Igreja Católica Romana e membro da Sociedade do Apostolado Católico. Em 2010, tornou-se o 49º superior geral da mesma.

Jacob Nampudakam
Presbítero da Igreja Católica
Reitor Geral da Sociedade do Apostolado Católico
Hierarquia
Papa Francisco
Prefeito João Braz Cardeal de Aviz
Atividade eclesiástica
Sociedade Sociedade do Apostolado Católico
Eleição 4 de outubro de 2010
Predecessor Pe. Friedrich Kretz, SAC
Mandato 2010 — presente
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 20 de outubro de 1981
Erattupetta, Kerala, Índia
por Joseph Pallikaparampil
Dados pessoais
Nascimento Ayyampara, Erattupetta, Kerala, Índia
10 de agosto de 1955 (66 anos)
Nacionalidade  Índia
Residência Roma, Itália
Categoria:Igreja Católica
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

BiografiaEditar

Pe. Jacob nasceu na comunidade de Ayyampara, no município de Erattupetta, Kerala, Índia, o nono dos dez filhos do casal Matthew e Eliama Nampudakam. Sua família tinha a atividade musical como principal fonte de renda: seu pai liderava uma banda formada pelos filhos e outros artistas que animava as festas do vilarejo. Jacob iniciou seus estudos na escola pública local e, posteriormente, numa escola particular católica.[1]

O desejo de seguir uma carreira eclesiástica surgiu quando ainda era muito jovem, inspirado por sua família e pelos missionários que trabalhavam nas missões no norte da Índia. Após concluir o ensino secundário, quis, a princípio, entrar para a Diocese de Chanda em Maharashtra, porém sem lograr êxito. Posteriormente, através de um primo, entrou em contato com a Sociedade Palotina. Ele foi então convidado ao seminário menor, Pallottigiri, em Trivandrum, Kerala, para uma experiência curta, em 1973. A comunidade o impressionou suficientemente para que decidisse permanecer.[1]

Demonstrando excelência nos estudos, foi enviado a Nagpur para cursar Matemática, Física e Química. Tendo completado esses estudos, entrou para o noviciado em Pallotti Nilaya, Bangalor, em 1978. Foi ordenado presbítero em 20 de outubro de 1981, pelo bispo da Diocese de Palai, Kerala, o reverendo Joseph Pallikaparampil, em sua paróquia original, em Ayyampara.[1]

Sua primeira missão foi o Filosofado em Goa, como diretor espiritual. Também foi-lhe pedido que fizesse o mestrado em Física, porém, como as vagas para o mestrado em Física eram limitadas, ele não foi admitido na Universidade de Goa. Assim, ele obteve o mestrado em Filosofia da Ciência na Universidade de Mumbai. Depois de seis anos em Goa, o então provincial Pe. Joseph Tharakkunel o enviou para Roma para estudar Espiritualidade e Psicologia.[1]

Pe. Jacob chegou a Roma em 31 de agosto de 1987 e foi mandado para a Universidade Urbaniana para estudar o idioma italiano por um mês. Como não estava havendo admissões para o curso de Psicologia, Pe. Jacob entrou para a Universidade Santo Tomás de Aquino e fez o mestrado em Espiritualidade em um ano. Ele foi então admitido no Instituto de Psicologia da Pontifícia Universidade Gregoriana, fez quatro anos do curso e um ano de prática, demonstrando domínio em acompanhamento pessoal e psicoterapia.[1]

Depois de completar seus estudos em Roma, ele foi apontado como associado do mestre dos noviços, Pe. Anton Nenzle, um palotino alemão, em Bangalor e, logo no ano seguinte, o próprio mestre dos noviços, função que exerceu durante seis anos. Concomitantemente, no mesmo período, ele também foi conselheiro da Província da Epifania do Senhor, professor de Psicologia e Filosofia da Ciência no Instituto Palotino de Filosofia em Goa, membro do secretariado geral para o Apostolado da Sociedade em Roma e, posteriormente, secretário-geral para formação. Durante sua estada em Bangalor, a tarefa mais desafiadora confiada a ele foi encontrar um terreno para o Teologado para os palotinos indianos. Finalmente, foi encontrado em Mysore, que hoje é considerado um dos campi mais bonitos que os palotinos possuem na Índia.[1]

Findo seu mandato em Bangalor, Pe. Jacob foi apontado diretor do Centro de Animação Palotina em Nagpur e também presidente da comissão para transformação da província. Durante a assembleia provincial em 2001, o então reitor geral Pe. Séamus Freeman ofereceu-lhe o cargo de secretário-geral em Roma. Ele aceitou e o exerceu simultaneamente ao cargo de secretário geral para Formação da Sociedade. Junto com os membros do Secretariado Geral para Formação, ele tomou diversas iniciativas, como iniciar o curso de espiritualidade palotina de um ano no Centro de Formação Internacional em Roma e a publicação Ratio Institutionis da Sociedade.[1]

Em 2004, ele foi eleito conselheiro geral da Sociedade, tornando-se o primeiro indiano a ser eleito a esse cargo. Durante seu mandato de seis anos, ele também continuou sendo secretário geral para Formação e engajado na condução de programas para formadores e membros envolvidos noutros apostolados como educação. [1]

Em 4 de outubro de 2010, durante 20º capítulo geral da Sociedade do Apostolado Católico, em Ariccia, Roma, ele foi eleito reitor geral da Sociedade, novamente sendo o primeiro não-europeu a assumir o cargo, do continente asiático.[2] Em 2016, ele foi reeleito para um segundo mandato.

Referências

  1. a b c d e f g h Roque Teodorio Gonsalves (2018). «FR. JACOB NAMPUDAKAM, 40 YEARS OF LIFE OFFERED TO PALLOTTINES» (em inglês). Roma: Revista Apostolado Universale. p. 11-15. Consultado em 9 de setembro de 2021 
  2. «O Padre Jacob Nampudakam é eleito novo superior da Sociedade do Apostolado Católico». CNBB. 5 de outubro de 2010. Consultado em 9 de setembro de 2021