Abrir menu principal
Jacopo Sadoleto
(1477 - 1547)
Nascimento 12 de julho de 1477
Módena,  Itália
Morte 18 de outubro de 1547 (70 anos)
Roma,  Itália
Nacionalidade  Itália
Ocupação Humanista, teólogo e diplomata italiano

Jacopo Sadoleto (Módena, 12 de Julho de 1477Roma, 18 de outubro de 1547) foi um diplomata, cardeal da Igreja Católica e um humanista Itáliano.

Índice

BiografiaEditar

Nascido em Módena em 1477, era filho de um advogado notável. Dedicou-se ao estudo das humanidades e adquiriu reputação como poeta neolatino, sua obra mais conhecida foi sobre o grupo de Laocoonte. Em Roma obteve a proteção do cardeal Carafa, voltando-se para a carreira eclesiástica. O Papa Leão X escolheu-o como um de seus secretários, juntamente com Pietro Bembo, e em 1517 se tornou bispo de Carpentras.

Fiel servo do papado, foi enviado como negociador em várias ocasiões. Uma de suas maiores conquistas foi a de pacificar dos protestantes, alcançada através da persuasão e por apresentar a doutrina católica a partir de uma perspectiva conciliatória. Sadoleto foi criado cardeal em 22 de dezembro de 1536, pelo papa Paulo III.

É conhecido também por ter sido convencido por João Calvino sobre as doutrinas calvinistas. Em sua visita a Genebra, ficou muito conhecido também por ter testemunhado a pobreza deste líder protestante.

ObrasEditar

Escreveu uma Carta aos Romanos (1535), sua obra mais conhecida.

Seus principais escritos foram publicados em Mogúncia em 1607 e incluíram ainda as suas obras teoógicas, uma coleção de Epístolas, um Tratado de Educação e uma defesa da filosofia intitulada Phaedrus (Fedro) escrita em 1538. A melhor edição de suas obras foi publicada em Verona (1737 - 1738).

ReferênciasEditar

Ligações externasEditar

Vide tambémEditar

  Este artigo sobre catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.