Abrir menu principal
Jairzinho da Silva
Vice-prefeito de São Luís
Período 1986-1987
Antecessor ? (1966–1969)
Sucessor Magno Bacelar
Deputado estadual pelo Maranhão
Período 1987-1991
Dados pessoais
Nascimento 1947
Campo Maior, PI
Morte 4 de janeiro de 2013 (66 anos)
São Luís, MA
Partido PDS (1980–1989)
PRN (1989–1993)
PSD (1993–2003)
PTB (2003)
PAN (2003–2005)
PRB (2005–2009)
Profissão apresentador

Raimundo Nonato Jairzinho da Silva, mais conhecido como Jairzinho da Silva ou apenas Jairzinho (Campo Maior, Piauí,[1] 1947 - São Luís, Maranhão, 4 de janeiro de 2013) foi um apresentador de rádio (radialista) e TV (televisão), comentarista de política e político brasileiro com base eleitoral no Maranhão.

Índice

Dados biográficosEditar

Raimundo Nonato Jairzinho da Silva, nasceu em Campo Maior, Piauí, em 1947.[1]

Começou na Rádio Clube (na época, era do prefixo ZYG 21 e transmitida na 1430 kHz, hoje ZYI 890 e transmitida na 700 kHz) de Teresina, também no Piauí, com o programa De Baixo do Pé do Cajueiro, transmitido maior parte do Piauí e do Maranhão.[1]

Depois foi contratado pela Rádio Difusora de São Luís, fazendo a versão maranhense De Baixo do Pé do Cajueiro. Anos depois, Atuou também nas rádios Educadora e Timbira.[1]

As atuações na rádio e o jeito de defesa ao povo lhe garantiu ser eleito vereador por diversas vezes em São Luís por mais de 20 anos.

Em 1985, ao lado da Gardênia Gonçalves (esposa do então governador da época João Castelo) foi eleito vice-prefeito de São Luís. No entanto, aliados da prefeita, inclusive Jairzinho, romperam com Gardênia menos de um mês depois que a prefeita demitiu 10 mil funcionários da prefeitura, que reagiram com invasão e depredação da sede da prefeitura, fato que causou repercussão nacional em TVs (através das afiliadas da Rede Globo, TVE e Bandeirantes), rádios e jornais.

Após deixar prefeitura, voltou apresentar diversas emissoras de rádios AMs da capital até ser convidado em 1999 pela TV Praia Grande (mudou nome em 2005 para atual TV Maranhense) para apresentar os formatos semelhantes de sucesso em rádios em que passou, com nome de O Povo Com A Palavra.

Em 2006, teve seu programa televisivo suspenso por quatro vezes e a emissora multada também quatro vezes, por emitir opiniões favoráveis à então candidata do PFL, Roseana Sarney, incluindo comentários ofensivos sobre os candidatos de oposição (numa tentativa de convencer os eleitores em São Luís, maior concentração de eleitores do Estado não votem nos opositores, e sim aliados de Sarney) violando a legislação eleitoral, que determina tratamento igualitário aos candidatos. Jairzinho enfrentava diversos processos de políticos ofendidos.

O programa O Povo Com A Palavra continuou no ar, até final de julho de 2008 na emissora, quando candidatou novamente para vereador em São Luís, pelo PRB, mas não conseguiu ser eleito.

Em 2009, após negociação, Jairzinho voltou a televisão, desta vez pela Record News São Luís, com o mesmo O Povo com a Palavra.

“Queime em quem queimar, doa a quem doer, aqui neste programa, a parada é pra valer, e quem tiver rabo de palha, falcatrua, maracutaia que procure se esconder!”
— Encerramento d'O Povo Com A Palavra

FalecimentoEditar

Em 4 de janeiro de 2013, foi encontrado inconsciente em apartamento em São Luís pelos familiares. Apesar ser levado e atendido no hospital, já tinha sinais de morte.[2][3][4][5]

Referências

  1. a b c d Raimundo Garrone (4 de janeiro de 2013). «Morre o ex-vereador Jairzinho da Silva». Jornal Pequeno. Consultado em 4 de janeiro de 2013 [ligação inativa]
  2. «Morre o radialista e apresentador de TV Jairzinho da Silva». IMirante. 4 de janeiro de 2013. Consultado em 4 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 7 de janeiro de 2013 
  3. «Morre o ex-vereador e radialista Jairzinho». IDifusora. 4 de janeiro de 2013. Consultado em 4 de janeiro de 2013 [ligação inativa]
  4. Johnny Romack (4 de janeiro de 2013). «Morre radialista Jairzinho da Silva». Consultado em 4 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 7 de janeiro de 2013 
  5. «Morre o apresentador Jairzinho em São Luís». Sua Cidade. 4 de janeiro de 2013. Consultado em 4 de janeiro de 2013 

Notas

Precedido por
Vice-Prefeito de São Luís
19861986
Sucedido por
Magno Bacelar