Jarbas Maranhão

político brasileiro

Jarbas Cardoso de Albuquerque Maranhão (Nazaré da Mata, 21 de janeiro de 1916 - Rio de Janeiro, 10 de abril de 2014) foi um político brasileiro. Foi professor de Direito Constitucional.[1]

Jarbas Maranhão
Cidadania Brasil
Ocupação político

Foi aluno do Ginásio Pernambucano. Cursou Direito na Faculdade de Direito do Recife, concluindo em 1940.

Foi constituinte (1946), da qual era o último sobrevivente, deputado federal (1946/51), senador (1955/63) e conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco.

Em 1984 foi eleito para a cadeira 30 da Academia Pernambucana de Letras, além de haver ocupado a cadeira 40 da Academia de Letras e Artes do Nordeste.

Atividades políticasEditar

Atividades docentesEditar

  • Professor de Direito constitucional, do Trabalho e Previdência Social[3];
  • Professor de Direito Administrativo e Financeiro[3].

Atividades literáriasEditar

Era membro de várias instituições ligadas à cultura e a sua profissão:

Obras publicadasEditar

  • Diretrizes da Democracia Social;
  • Estudo sobre O Barão do Rio Branco;
  • Considerações sobre o Projeto da Constituição;
  • Liberdade de Pensamento e Formação da Juventude;
  • Origem e Importância do Tribunal de Contas;
  • Municipalismo e Ruralismo[2];
  • Caryl Chessman e a Pena de Morte;
  • Brasil-África. Um Mesmo Caminho;
  • O Desafio da Fome[2];
  • Centenário do Ginásio Pernambucano;
  • General Mascarenhas de Morais;
  • Democracia. Direitos do Homem. Paz;
  • Uma Visão das Academias;
  • A Crise Brasileira. Uma Nova Constituição. O Estado Social de Direito;
  • A Guarda dos Filhos e Evolução dos Direitos Humanos.

NotasEditar

  1. Foi eleito com apenas 30 anos para a Assembleia Nacional Constituinte, e foi o último remanescente vivo entre os constituintes.
  2. Durante o mandato de senador, candidatou-se a governo do estado de Pernambuco, em 1958, mas não logrou eleger-se.

Referências

  1. «Asas de Brasília». Consultado em 18 de abril de 2014. Arquivado do original em 19 de abril de 2014 
  2. a b c d e * O Nordeste
  3. a b c d e f MONTEIRO, Edson - Jarbas Maranhão: O legado centenário de probidade, erudição e justiça social. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2016.
  4. Tribunal de Contas do Estado
  5. PARAÍSO, Rostand. Academia Pernambucana de Letras: sua história, v. 1. Recife: APL, 2006.
  6. «Como nasceu a UBE». Consultado em 18 de abril de 2014. Arquivado do original em 19 de abril de 2014 
  7. Pen Club do Brasil

Ligações externasEditar