Abrir menu principal

Jimmy Connors

tenista americano

James Scott "Jimmy“ Connors (2 de setembro de 1952, Belleville, Illinois) é um ex-tenista profissional norte-americano.

Tenista Jimmy Connors
Jimmy connors.jpg
Jimmy Connors
País  Estados Unidos
Residência Belleville, IL, EUA
Data de nascimento 2 de setembro de 1952 (67 anos)
Local de nasc. Belleville, IL, EUA
Altura 1,78 m
Peso 70 kg
Profissionalização 1972
Mão Esquerda
Prize money US$ 8 641 040 [1]
Inter. Tennis HOF 1998
Simples
Vitórias-Derrotas 1253–279
Títulos 148 (109 pela ATP)
Melhor ranking Nº 1 (29 de julho de 1974)
Open da Austrália V (1974)
Roland Garros SF (1979,80,84,85)
Wimbledon V (1974,1982)
US Open V (1974,76,78,82,83)
Torneios principais
Tour Finals V (1977)
Duplas
Vitórias-Derrotas 174–78
Títulos 16
Melhor ranking Nº 370 (1 de março de 1993)
Última atualização em: 30 de janeiro de 2010.

Foi um dos líderes no ranking da década de 70 e 80 junto a Björn Borg e John McEnroe, e um dos tenistas que permaneceram por mais semanas na liderança do ranking profissional. Tinha o apelido de "Jimbo", sendo conhecido por ser um atleta sensacional e carismático. Sua lendária marca de 109 títulos conquistados ao longo da carreira é tida pelos especialistas como "inigualável" e faz dele o maior vencedor de títulos individuais da história do tênis na era moderna do esporte.[1] Teve uma das carreiras mais longas e mais vitoriosas da história do tenis internacional.

Possui o recorde de maior sequência de temporadas ganhando ao menos 5 títulos: 9, entre 1972 e 1980.

Em 2008 foi o técnico do tenista Andy Roddick.

Connors é membro do International Tennis Hall of Fame desde 1998.

Em 2014, Connors foi considerado pela Revista Tênis um dos "10 tenistas que transformaram a forma como o tênis é jogado". Segundo a revista, "com sua garra extremada, Jimmy Connors tornou-se o campeão das multidões. Aliás, ele foi um dos pioneiros quando o assunto é envolver a plateia e trazê-la para dentro do jogo a seu favor. Um exímio “showman”, ele sabia catalisar toda a energia emanada do público para amedrontar seus adversários. Apesar do jogo completo, foram seus golpes de base que ajudaram a fundamentar o tênis-força nos anos seguintes".[2]

Grand Slam finaisEditar

Simples: 15 finais (8 títulos, 7 vices)Editar

Resultado Ano Campeonato Piso Oponente Placar
Campeão 1974 Australian Open Grama   Phil Dent 7–6(9–7), 6–4, 4–6, 6–3
Campeão 1974 Wimbledon Grama   Ken Rosewall 6–1, 6–1, 6–4
Campeão 1974 US Open Grama   Ken Rosewall 6–1, 6–0, 6–1
Vice 1975 Australian Open Grama   John Newcombe 5–7, 6–3, 4–6, 6–7(7–9)
Vice 1975 Wimbledon Grama   Arthur Ashe 1–6, 1–6, 7–5, 4–6
Vice 1975 US Open Saibro   Manuel Orantes 4–6, 3–6, 3–6
Campeão 1976 US Open (2) Saibro   Björn Borg 6–4, 3–6, 7–6(11–9), 6–4
Vice 1977 Wimbledon (2) Grama   Björn Borg 6–3, 2–6, 1–6, 7–5, 4–6
Vice 1977 US Open (2) Saibro   Guillermo Vilas 6–2, 3–6, 6–7(4–7), 0–6
Vice 1978 Wimbledon (3) Grama   Björn Borg 2–6, 2–6, 3–6
Campeão 1978 US Open (3) Duro   Björn Borg 6–4, 6–2, 6–2
Campeão 1982 Wimbledon (2) Grama   John McEnroe 3–6, 6–3, 6–7(2–7), 7–6(7–5), 6–4
Campeão 1982 US Open (4) Duro   Ivan Lendl 6–3, 6–2, 4–6, 6–4
Campeão 1983 US Open (5) Duro   Ivan Lendl 6–3, 6–7(2–7), 7–5, 6–0
Vice 1984 Wimbledon (4) Grama   John McEnroe 1–6, 1–6, 2–6

Duplas: 3 finais (2 títulos, 1 vice)Editar

Resultado Ano Campeonato Piso Parceria Oponentes Placar
Vice 1973 Roland Garros Saibro   Ilie Năstase   John Newcombe
  Tom Okker
1–6, 6–3, 3–6, 7–5, 4–6
Campeão 1973 Wimbledon Grama   Ilie Năstase   John Cooper
  Neale Fraser
3–6, 6–3, 6–4, 8–9(3), 6–1
Campeão 1975 US Open Saibro   Ilie Năstase   Tom Okker
  Marty Riessen
6–4, 7–6

Duplas Mistas: 1 final (1 vice)Editar

Resultado Ano Campeonato Piso Parceira Oponentes Placar
Vice 1974 US Open Grama   Chris Evert   Pam Teeguarden
  Geoff Masters
1–6, 6–7

Referências

  1. «International Tennis Hall of Fame and Museum». Consultado em 16 de setembro de 2010. Arquivado do original em 7 de outubro de 2014 
  2. revistatenis.uol.com.br/ Nascidos para mudar o tênis

Ligações externasEditar