Abrir menu principal

James Conrad, mais conhecido como Jimmy Conrad (Arcadia, 12 de fevereiro de 1977) é um ex-futebolista estadunidense que atuava como zagueiro, seu último clube foi o extinto Chivas USA. Disputou a Copa do Mundo de 2006 pela seleção do Estados Unidos. Ficou bastante famoso no Brasil por ser o primeiro entrevistado do programa Bolívia Talk Show, do Desimpedidos. Atualmente tem um canal no Youtube[1]

Jimmy Conrad
Jimmy Conrad
Informações pessoais
Nome completo James P. Conrad
Data de nasc. 12 de fevereiro de 1977 (42 anos)
Local de nasc. Arcadia, California, Estados Unidos
Nacionalidade norte-americano
Altura 1,85 m
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Zagueiro
Clubes de juventude
1994–1995
1996–1997
San Diego State Aztecs
UCLA Bruins
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1998
1999-2002
1999
1999
2000
2003-2010
2011
San Diego Flash
San José Earthquakes
San Francisco Seals (emp.)
MLS Pro-40 (emp.)
Lech Poznań (emp.)
Kansas City Wizards
Chivas USA
0026 00000(2)
0084 00000(2)
0001 00000(0)
0005 00000(0)
0008 00000(0)
0204 0000(17)
0002 00000(1)
Seleção nacional
2005–2010 Estados Unidos 00027 00000(1)

Índice

Escola secundária e faculdadeEditar

Nascido em Arcadia, Califórnia, Conrad frequentou a Temple City High School em Temple City, Califórnia, e era um zagueiro destaque no futebol. Conrad jogou na Universidade Estadual de San Diego em 1994 e 1995, e depois transferiu-se para a Universidade da Califórnia, Los Angeles. Ao jogar para a UCLA, ele era membro da equipe do Campeonato NCAA de 1997.

ProfissionalEditar

Conrad teve uma passagem sem sucesso com o Los Angeles Galaxy. No entanto, a equipe de treinamento do Galaxy recomendou que ele jogasse por uma de suas equipes de divisão inferior afiliadas. Conseqüentemente, Conrad entrou em contato com o agora extinto San Diego Flash da A-League que lhe deu um contrato. Em 1999, Brian Quinn tornou-se o treinador principal do San Jose Clash (hoje San José Earthquakes). Quando Quinn começou a procurar por um defensor e goleiro adicional para o Clash, Ralf Wilhelms, treinador principal do Flash e ex-companheiro de Quinn no San Diego Sockers, recomendou o goleiro, Conrad e Flash Joe Cannon. O Clash assinou com Conrad naquele ano. Ele jogou com o clube por quatro temporadas, ajudando-os para a MLS Cup em 2001. Em 2000, ele também jogou pelo Lech Poznań na Polônia.

Em 2003, Conrad foi negociado com os Kansas City Wizards para uma seleção de testes de segunda rodada, que os 'Quakes costumavam selecionar Arturo Alvarez. O destaque de Conrad subiu enquanto estava com Kansas City; nunca foi um grande artilheiro, ele marcou quatro gols durante sua primeira temporada (ele tem dez na carreira da MLS). Em 2004, ele ajudou os Wizards no US Open e na final da Copa da MLS como líder da defesa mais disputada da liga e foi nomeado para o Melhor sub-21 da liga e foi finalista do Prêmio MLS Defender of the Year. Ele ganhou o prêmio um ano depois.

Apesar dos rumores de uma possível transferência europeia após a decepcionante temporada de 2006 dos Wizards, Conrad renovou seu contrato com os Wizards a partir da temporada de 2007, e o novo treinador Curt Onalfo o recompensou com a capitania do clube.

Conrad estava fora do contrato após a temporada da MLS de 2010 e eleito para participar do Draft 2010 Re-Entry MLS. Em 15 de dezembro de 2010, Conrad foi selecionado pela Chivas USA no estágio 2 dos testes de reentrada. Ele fez sua estréia e marcou seu primeiro tento para o seu novo time em 19 de março de 2011 em seu primeiro jogo da temporada MLS 2011 - ironicamente contra seu antigo clube, o Kansas City Wizards.

Depois de lutar com lesões durante a temporada de 2011, e sofrendo de efeitos colaterais de seis contusões, Jimmy Conrad anunciou sua aposentadoria do futebol profissional em 18 de agosto de 2011.

Em 2018 ainda participou na supercopa Desimpedidos atuando pela seleção Belga.

InternacionalEditar

Conrad recebeu sua primeira capitania na equipe nacional dos Estados Unidos no dia 7 de julho de 2005, em um jogo da Copa Ouro contra Cuba. Menos de um ano depois, Conrad fez parte da lista de convocados dos EUA para a Copa do Mundo de 2006. Na Alemanha, Conrad entrou como um substituto contra a Itália no empate 1-1 da equipe com os eventuais campeões e jogou todos os noventa minutos contra Gana. Em 20 de janeiro de 2007, Conrad capitaneou a equipe nacional pela segunda vez, onde os Estados Unidos hospedaram um amistoso internacional com a Dinamarca. Os EUA ganharam essa partida por 3-1. Em 7 de fevereiro de 2007, em um amistoso internacional com o México, Conrad foi nomeado o Homem do Jogo. Ele marcou o seu primeiro gol para os EUA aos cinquenta segundos dessa partida. Em 25 de junho de 2009, depois de não ter jogado com a seleção nacional na qualificação anterior, Conrad foi nomeado para o time dos EUA para a próxima Copa Ouro da CONCACAF.

Referências

Ligações externasEditar