Abrir menu principal
João Franco Monteiro
Outros nomes Franco Monteiro
Morte 1937 (82 anos)
Nacionalidade Portugal Portugal
Ocupação Jornalista, vereador e historiador
Prémios Comendador na Ordem de São Silvestre de Roma

João Franco Monteiro, mais conhecido como Franco Monteiro, foi um jornalista, vereador e historiador português.

Índice

BiografiaEditar

Vida pessoalEditar

Faleceu em 1937, vítima de uma Broncopneumonia.[1]

Carreira profissionalEditar

Exerceu como historiador, tendo produzido algumas obras literárias, como Os Donatários de Alenquer, ou Duques de Cadaval, esta última inserida na revista do Arquivo Nobiliárquico Português.[1] Também foi redactor do periódico Diário de Lisboa.[1] e colaborou na revista Lusitânia [2] (1914).

Carreira políticaEditar

Durante a Monarquia, exerceu como vereador da Câmara Municipal de Alenquer.[1] Defensor das ideias Miguelistas, alcançou uma posição de destaque no Partido Legitimista, e dirigiu, durante vários anos, o jornal miguelista A Nação.[1]

Prémios e homenagensEditar

Foi condecorado com o grau de Comendador na Ordem de São Silvestre de Roma, e como membro honorário do Conselho Heráldico de França.[1]

Referências

  1. a b c d e f «Os nossos mortos: João Franco Monteiro» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 49 (1186). 265 páginas. 16 de Maio de 1937. Consultado em 12 de Outubro de 2012 
  2. Alda Anastácio (4 de novembro de 2016). «Ficha histórica:Lusitânia: revista católica mensal (1914)» (pdf). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 22 de dezembro de 2016 
  Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.