Abrir menu principal

João Rodrigues Portocarreiro, Senhor de Vila Real

João Rodrigues Portocarreiro, rico-homem, meirinho-mor do Reino de Portugal (13.8.1376) e 1º senhor de juro e herdade de Vila Real (13.8.1372), senhor de juro e herdade de Portocarreiro (ib), de Campelos, de Vilarinho de Castanheira, do couto de Resende, de São Felix de Galegos (1370) e de Penajóia[1] e Vila Nova de Anços, freguesia portuguesa do concelho de Soure.

Seguiu o partido da rainha e foi para Castela, perdendo todos os seus bens, salvo o senhorio de Vila Real, que sua filha D. Maior Anes de Portocarreiro tinha levado em dote do seu casamento[1].

Este João Rodrigues Portocarreiro não deve ser confundido com João Rodrigues Portocarreiro que foi senhor do Senhor do Paço de Pombal e da Casa de Portocarreiro.

Relações familiaresEditar

Foi filho de Fernão Anes de Portocarreiro (? – 1274), que foi Deão da Sé de Braga, e de Maria Vasques de Resende (1340 -?) filha de Vasco Martins de Resende (1320 -?) e de Mécia Vasques de Azevedo (c. 1320 -?).

Casou com Mécia da Silva (1310 -?) filha de D. João Gomes da Silva (1270 -?) e de Leonor Afonso de Brito também conhecida como Constança Afonso de Brito (1285 -?), de quem teve:

  1. Maior de Portocarreiro (1330 -?), senhora de Vila Real e casada com o 1.º conde de Viana do Alentejo, D. João Afonso Telo de Menezes, 1.º conde de Viana do Alentejo|João Afonso Telo de Menezes (1330 - Penela, 1384), filho de D. João Afonso Telo de Menezes (c. 13101381), 1.º conde de Ourém e 4.º conde de Barcelos e de D. Guiomar Lopes Pacheco.

Teve mais uma filha (bastarda ou legítima) que casou com Lopo Esteves de Ansiães, pois a 2.10.1384 o Mestre de Avis doou a ele, seu bom servidor, o senhorio de juro e herdade de Campelos (hoje freguesia de Carrazeda de Ansiães), tal como tinha seu pai (que aqui só pode estar por sogro)[1].

Ver tambémEditar

Referências

BibliografiaEditar