Abrir menu principal

Jorge Leal

pintor português do século XVI
Adoração dos Reis Magos (Museu Nacional de Arte Antiga).

Jorge Leal foi um pintor português do século XVI.

HistóriaEditar

O seu nome aparece num contrato de compra de prédios feita por Gregório Lopes, assinando como testemunha ao lado do pintor Miguel Nunes, o que permite supor que ambos porventura foram companheiros de trabalho do futuro pintor régio, como o acentua Virgilio Correia[1].

Juntamente com Gregório Lopes é-lhe atribuída a autoria do painel, Adoração dos Magos do antigo Políptico da Capela do Salvador da igreja do Mosteiro de São Francisco de Lisboa (c. 1520-1525)[2]. Em conjunto com Cristóvão de Utrecht é-lhe igualmente atribuído o conjunto de pinturas a óleo sobre madeira, provenientes do primitivo retábulo do altar-mor da Igreja Paroquial de Santa Maria do Castelo, hoje em depósito no Museu Municipal de Torres Vedras: Anunciação, Visitação, Adoração dos Pastores, Adoração dos Reis Magos e Assunção de Nossa Senhora.

BibliografiaEditar

  • Sousa Viterbo, Notícia de alguns pintores - I;
  • Virgílio Correia, Pintores Portugueses dos séculos XV e XVI, Coimbra, 1928.

Referências

  1. Fernando de Pamplona, Dicionário de Pintores e Escultores Portugueses, Vol. III, 4.ª edição, p. 188, ISBN 9789722617840
  2. Pedro Flor, A arte do retrato em Portugal nos séculos XV e XVI [1][ligação inativa]
  Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.