José Augusto Corrêa

poeta brasileiro


José Augusto Corrêa (São Luís, 03 de agosto de 1854 - São Luís, 16 de fevereiro de 1919) foi um poeta, filólogo, professor e inspetor da alfândega maranhense. [1]

José Augusto Corrêa
Nascimento 3 de agosto de 1854
São Luís (MA)
Morte 16 de fevereiro de 1919 (64 anos)
São Luís (MA)
Nacionalidade brasileiro
Cônjuge Emília Bayma Corrêa (1879-1919)
Ocupação Poeta
filólogo
professor

BiografiaEditar

Filho de D. Ignez Pessoa Corrêa, José Augusto Corrêa sempre tivera uma vida profissional muito ocupada. Foi colunista de alguns jornais maranhenses como a Pacotilha e Revista Maranhense.

Foi professor do Liceu Maranhense.

Foi fundador da cadeira nº 17 da Academia Maranhense de Letras. A Academia foi fundada em 1908 por doze intelectuais, mas tendo vinte vagas, que somente em 1917 foram completadas. [2]

Faleceu em São Luís em 16 de fevereiro de 1919.

ObrasEditar

  • Estudinhos da Língua Portuguesa (1883)
  • Resumo de Álgebra (1886)

Referências

  1. SOARES, Waléria de Jesus Barbosa. «JOSÉ AUGUSTO CORRÊA: UM LITERATO ENTRE O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA E O ENSINO DE MATEMÁTICA» (PDF). VII Cipa. Consultado em 12 de outubro de 2018 
  2. «José Augusto Corrêa». Academia Maranhense de Letras. Consultado em 12 de outubro de 2018 


Precedido por
Sotero dos Reis
(patrono)
  AML - fundador da cadeira 17
1917 — 1919
Sucedido por
Mata Roma