Abrir menu principal
José Coelho
Busto de José Coelho, na Casa da Via Sacra, em Viseu.
Nascimento 5 de Maio de 1887
Travassós de Cima, Viseu
Morte 7 de abril de 1977 (89 anos)
Viseu
Nacionalidade Portugal portuguesa
Progenitores Mãe: Esperança de Jesus
Pai: António Coelho
Cônjuge Ana da Conceição Coelho (casamento em 31 de Julho de 1909, na Igreja de Rio de Loba)
Filho(s) Maria Helena Coelho, Maria Angelina Coelho e José Adolfo Coelho
Ocupação Professor e arqueólogo
Principais trabalhos Mamaltar de Vale de Fachas, 1912
Policromia Megalítica, 1921
Memórias de Viseu, 1941

José Coelho (Travassós de Cima, 5 de Maio de 1887 - Santa Maria de Viseu, 7 de Abril de 1977) foi um professor e arqueólogo português.[1][2]

Índice

BiografiaEditar

Frequentou o Liceu de Viseu e diplomou-se na Universidade de Lisboa, em 1912, com o curso superior de Letras de Ciências Históricas e Geográficas.

Foi professor do 4.º grupo no Liceu de Viseu, onde exerceu o cargo de Reitor de 1919 a 1922.[3]

Foi um batalhador incansável da criação do Instituto Etnológico da Beira. Nos seus trabalhos de investigação arqueológica destaque para o estudo da Anta de Mamaltar de Vale de Fachas, na freguesia de Rio de Loba.[4][5]

Em 1979 os seus filhos doaram ao Município a sua colecção arqueológica.

O seu nome deu origem à rua Doutor José Coelho, na freguesia de Santa Maria, em Viseu[6], e o seu busto em bronze, do escultor Armindo Ribeiro, encontra-se no jardim da Casa da Via Sacra, em Viseu[7].

ObraEditar

  • COELHO, José, Mamaltar de Vale de Fachas, Famalicão, 1912.
  • COELHO, José, Policromia Megalítica, 1921.
  • COELHO, José, Viseu Arqueológico, O Século, 16 de setembro de 1934. (Artigo sobre os núcleos dolménicos mais importantes em Viseu)
  • COELHO, José, Monumentos de Arqueologia e História Militar do Concelho de Viseu, n.º 439, Viseu, 1938.
  • COELHO, José, Memórias de Viseu, Viseu, 1941.
  • COELHO, José, Cadernos de Notas Arqueológicas, n.º 2, manuscrito inédito doado à Câmara Municipal de Viseu.

Notas

  1. Portal Viseu Digital. «Cultura > Personalidades > José Coelho». Consultado em 23 de Março de 2011 
  2. JOSÉ COELHO, AS COMEMORAÇÕES, E TUDO. Notícias de Viseu, nº 659, suplemento Por Cá!. [S.l.: s.n.] 5-6-1987. p. 17. Consultado em 23 de Março de 2011  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda); Verifique data em: |ano= (ajuda)
  3. IGESPAR - Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico. «Anta de Mamaltar do Vale de Fachas - detalhe». Consultado em 23 de Março de 2011 
  4. SIPA - Sistema de Informação para o Património Arquitectónico (IHRU). «Anta de Mamaltar de Vale de Fachas». Consultado em 23 de Março de 2011 
  5. António João Cruz (12 de abril de 1984). «Viseu: o problema da origem dos homens». in A Voz das Beiras, 492. pp. 3 e 8. Consultado em 23 de Março de 2011 
  6. Portugalio. «Ruas de Santa Maria do concelho de Viseu». Consultado em 23 de Março de 2011 
  7. Portal Viseu Digital. «Cultura > Personalidades > Armindo Ribeiro». Consultado em 23 de Março de 2011 [ligação inativa]

BibliografiaEditar

  • Mendonça, Inocêncio da Costa - «Rio de Loba, Ontem e hoje», Viseu
  • GICAV - «Ilustre gente da beira», Viseu