Abrir menu principal
José Correia Godinho da Costa
Nascimento 25 de novembro de 1787
Morte 17 de março de 1869 (81 anos)
Cidadania Portugal
Prêmios Comendador da Ordem de Cristo

José Correia Godinho da Costa ComC (Tábua, Oliveira de Fazemão, 25 de Novembro de 1787 - Lisboa, 17 de Março de 1869), 1.º Visconde de Correia Godinho, foi um juiz português .

FamíliaEditar

Filho de José Correia Godinho da Costa e de sua mulher Antónia Joaquina Pires Vaz.[1]

BiografiaEditar

Era Bacharel em Cânones pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e foi Juiz de Fora em Montemor-o-Velho e Juiz do Cível em Coimbra, Corregedor do Crime do Bairro dos Remolares, Ajudante do Juiz Relator do Supremo Conselho de Justiça Militar e Juiz Desembargador do Tribunal da Relação de Lisboa. Foi, também, Provedor da Comarca de Coimbra e Superintendente dos Tabacos nas Alfândegas da Beira. Fidalgo Cavaleiro da Casa Real por Alvará de 20 de Setembro de 1840, foi Conselheiro de Sua Majestade Fidelíssima e Comendador da Ordem Militar de Cristo.[1]

Comprou o Palácio Sinel de Cordes.

O título de 1.º Visconde de Correia Godinho foi-lhe concedido por Decreto de D. Luís I de Portugal de 17 de Agosto de 1865. Brasão de Armas: esquartelado, o 1.º Ferreira, o 2.º Ferraz, o 3.º da Gama e o 4.º Pereira; timbre: Ferreira; coroa de Visconde; diferença: uma brica de prata com um L de negro.[1]

Casamento e descendênciaEditar

Casou em Lisboa, Madalena, a 24 de Agosto de 1825 com sua prima Mariana Francisca Ferreira, filha de José Gomes Ferreira, Negociante de grosso trato em Lisboa, e de sua mulher Francisca Rosa de Borja Prego, filha do 1.º Barão de Samora Correia, com geração.[1] Foram pais de, pelo menos:

  • José Correia da Costa Godinho (Castelo Branco, 22 de Maio de 1827 - ?), 2.º Visconde de Correia Godinho, título que lhe foi renovado por Decreto de 31 de Maio e Carta de 12 de Julho de 1869 de D. Luís I de Portugal, que, como seu pai, seguiu a carreira da Magistratura e foi Juiz de Direito de 1.ª Classe, Fidalgo da Casa Real, casado em Lisboa a 5 de Novembro de 1857 com sua prima-irmã Adelaide Prego Ferreira, filha de Joaquim Pedro Ferreira, Fidalgo Cavaleiro da Casa Real e Negociante de grosso trato na praça de Lisboa, e de sua mulher Ana Rufina Prego, filha do 1.º Barão de Samora Correia, com geração
  • Maria da Madre de Deus Correia Godinho (Coimbra, Santa Justa - ?), casada com seu primo-irmão José Ferreira Prego (7 de Janeiro de 1810 - 16 de Outubro de 1886), 2.º Barão de Samora Correia, com geração extinta
  • Maria Augusta Correia Godinho, casada com António da Costa Correia do Amaral, 2.º Oficial da 1.ª Repartição da Direcção-Geral dos Negócios Eclesiásticos, na Secretaria de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Justiça em 1905, sem geração
  • Augusto Correia Godinho Ferreira da Costa (1 de Agosto de 1840 - 7 de Junho de 1909), 1.º Visconde de Rio Sado

Referências

  1. a b c d "Nobreza de Portugal e do Brasil", Direcção de Afonso Eduardo Martins Zúquete, Editorial Enciclopédia, 2.ª Edição, Lisboa, 1989, Volume Segundo, p. 541