Abrir menu principal

José Pereira Alves

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
José Pereira Alves
Bispo da Igreja Católica
Bispo de Niterói
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Niterói
Predecessor Agostinho Francisco Benassi
Sucessor João da Mata de Andrade e Amaral
Mandato 20 de maio de 1928
até 21 de dezembro de 1947
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 17 de novembro de 1907
Olinda, Pernambuco
por Luís Raimundo da Silva Brito
Ordenação episcopal 4 de março de 1923
Recife, Pernambuco
por Miguel de Lima Valverde
Lema episcopal IN FINEM DILEXIT
Amou até o fim
Dados pessoais
Nascimento Palmares, Pernambuco
5 de março de 1885
Morte Niterói, Rio de Janeiro
21 de dezembro de 1947 (62 anos)
Progenitores Mãe: Maria Pereira Alves
Pai: Ildefonso Pereira da Costa
Funções exercidas Bispo de Natal (1922-1928)
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

José Pereira Alves (Palmares, 5 de março de 188521 de dezembro de 1947) foi um bispo católico brasileiro.

Foi ordenado sacerdote a 17 de novembro de 1907. Reitor e professor no Seminário de Olinda, cônego da Sé, deão do Cabido, Monsenhor Protonotário apostólico (1920), Governador do Bispado (1921) e Vigário Capitular da Arquidiocese de Olinda e Recife (1921). Diretor da "Tribuna Religiosa", do "Mês do Clero" e da revista "Maria", etc. Com a nomeação do arcebispo de Olinda D. Sebastião Leme para Arcebispo-Coadjutor do Rio de Janeiro, em 1921, foi eleito Vigário, no ano seguinte.

Foi sócio de diversas agremiações culturais como o Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano e a Academia Pernambucana de Letras, da qual veio a ser vice-presidente, e das Academias de Letras Fluminenses e Petropolitana. "Eram célebres seus sermões e discursos, nos quais cativava o auditório tanto pelas ideias originais quanto pela forma bem mo-delada.Raramente proferia uma oração sem deixar gravada na mente de seus ouvintes uma daquelas frases felizes".

Antes de ocupar a sede episcopal de Niterói, já exercera o episcopado como diocesano de Natal, no Rio Grande do Norte (1923-1928), de onde foi transferido para Niterói (27/1/1928), tendo tomado posse a 20 de maio.

Durante seu governo episcopal, Petrópolis desmembrou-se de sua diocese (13/4/1946), embora somente em 1948 recebesse seu primeiro bispo, na pessoa de D. Manuel Pedro da Cunha Cintra, já morto D. José, que governara Petrópolis até então, na qualidade de administrador.

Em sua gestão fundou-se em Niterói (1946) o Mosteiro da Visitação, o segundo a ser fundado no Brasil, após São Paulo. Foi sepultado na Capela do Ssmo. Sacramento da Catedral de São João Batista, conforme seu desejo, após solenes exéquias.

No período de "sede vacante", respondeu pela diocese, na qualidade de Vigário Capitular, Mons. João de Barros Uchôa, que fora seu Vigário Geral após a morte de Mons. Conrado Jacarandá, e que foi seu prestimoso auxiliar e amigo, tendo-o auxiliado na preparação do lfi Congresso Eucarístico Diocesano de Niterói, para solenizar as Bodas de Ouro da criação da diocese, em 1942. A respeito de D. José, temos este valioso testemunho do grande Cardeal Leme-, "uma das figuras primaciais da Igreja em terras do Brasil, um grande talento, um grande coração, e, acima de tudo, grande em sua modéstia".

Divisa: "In finem dilexit" (Amou até o fim).

Precedido por
Agostinho Francisco Benassi
Bispo de Niterói
19281947
Sucedido por
João da Mata de Andrade e Amaral
Precedido por
Antônio dos Santos Cabral
Bispo de Natal
19221928
Sucedido por
Marcolino Esmeraldo de Souza Dantas
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.