Abrir menu principal

Kawasaki Superbike Challenge

vídeojogo de 1994
Kawasaki Superbike Challenge
Desenvolvedora(s) Lankhor[1] (Mega Drive e SNES)

Teque London (Game Gear)

Publicadora(s) Domark Software, Inc., Time Warner Interactive, Inc.[1]
Projetista(s) Chris Johnson
Plataforma(s) Mega Drive, Super NES, Game Gear
Data(s) de lançamento Mega Drive: Super Nintendo: Game Gear:
Gênero(s) Corrida[1]
Modos de jogo Um jogador

Kawasaki Superbike Challenge (conhecido na Europa como Kawasaki Superbikes) é um jogo eletrônico de corrida multiplataforma onde o jogador assume o papel de um piloto de fábrica da Kawasaki em uma série de corrida fictícia sem nome.

DescriçãoEditar

Kawasaki Superbike Challenge é um jogo de corrida de motos que utiliza o mesmo motor do jogo de F1 do Mega Drive. Inclui 14 pistas de corrida de comprimento padrão, além da corrida de resistência de 8 horas de Suzuka, disponível nos modos de treino e de Campeonato. O jogo não é licenciado (exceto pela Kawasaki), então todos os pilotos e equipes são fictícios.

O jogo tem mais objetos de estrada poligonais que o F1, e ainda há um modo Turbo, permitindo uma corrida mais rápida à custa de alguns detalhes. Os jogadores têm a capacidade de ligar ou desligar o tempo (em dias de chuva os gráficos são mais escuros e a moto tem menos tração). O número de voltas em cada curso pode ser 5, 10 ou 15 e existem quatro níveis de habilidade. Algumas mudanças foram feitas na forma como o veículo manobra, para enfatizar a mudança de carros para motos.

RecepçãoEditar

Analisando a versão de Mega Drive, A GamePro elogiou as inúmeras opções, controles responsivos, pistas complexas e desafio equilibrado com "variedade suficiente para atender todos os níveis de habilidade", mas criticou as paisagens indefinidas, polígonos "quadrados" e falta de efeitos visuais para acentuar o ação.[4] Eles aprovaram mais sinceramente a versão Game Gear, aplaudindo os gráficos, o ritmo acelerado, o modo para dois jogadores e, mais particularmente, os numerosos modos e opções de personalização, concluindo que "as corridas em portáteis não são muito melhores do que isso".[5]

Um crítico da Next Generation criticou a versão do Super Nintendo, principalmente pela falta de sensação de velocidade. Ele observou ainda que os blocos de "polígonos planos sombreados" pontuam os lados da estrada, o que só serve para confundir em vez de decorar, a perspectiva de "primeira pessoa" oculta a estrada com eficácia, e você poderia até descrever o controle como lento, exceto que a lentidão não é forte o suficiente." Ele deu uma de cinco estrelas.[6]

A Next Generation analisou a versão de Mega Drive do jogo, classificando-a com duas estrelas de cinco, e afirmou que "eventualmente as corridas redundantes e mundanas e a falta de traços de caráter nos motociclistas tornam este jogo desinteressante".[7]

Referências

  1. a b c d e «Kawasaki Superbike Challenge Release Information for Super Nintendo». GameFAQs. Consultado em 3 de junho de 2019. Cópia arquivada em 20 de fevereiro de 2019 
  2. a b «Kawasaki Superbike Challenge Release Information for Genesis». GameFAQs. Consultado em 3 de junho de 2019. Cópia arquivada em 3 de fevereiro de 2019 
  3. a b «Kawasaki Superbike Challenge Release Information for GameGear». GameFAQs. Consultado em 3 de junho de 2019. Cópia arquivada em 10 de dezembro de 2018 
  4. «ProReview: Kawasaki Superbike Challenge». GamePro (67). IDG. Fevereiro de 1995. p. 42 
  5. «Kawasaki Superbike Challenge». GamePro (68). IDG. Março de 1995. p. 123 
  6. «Kawasaki Super Bike Challenge». Next Generation (10). Imagine Media. Outubro de 1995. p. 128 
  7. «Finals». Next Generation (7). Imagine Media. Julho de 1995. p. 78