Kuroda Yoshitaka

Kuroda Yoshitaka ( 黒田孝高 ?) 22 de dezembro de 1546 - 19 de abril de 1604 foi um samurai e Daimyō do Clã Kuroda [1], viveu no Período Edo da história do Japão. Também conhecido como Kuroda Kanbei(黒田官兵衛), foi um dos estrategistas-chefe de Toyotomi Hideyoshi[2].

Kuroda Yoshitaka
Nascimento 22 de dezembro de 1546
Himeji
Morte 19 de abril de 1604
Cidadania Japão
Progenitores
  • Mototaka Kuroda
Cônjuge Teru Kushihashi
Filho(s) Kuroda Nagamasa, Kumanosuke Kuroda
Irmão(s) Toshitaka Kuroda
Ocupação samurai
Título Daimiô

Kuroda Yoshitaka nasceu na cidade de Himeji, Província de Hyōgo, filho de Kuroda Mototaka [2]. Acredita-se que o Clã se originou na Província de Ōmi . E que Shigetaka avô de Yoshitaka trouxe a família para Himeji e passou a residir no Castelo Gochaku ( 御着城 Gochaku-jō?), a leste do Castelo de Himeji.

Shigetaka foi um dos principais vassalos de Kodera Masamoto, o Daimyō de Himeji, e foi tão elogiado que seu filho Mototaka teve permissão para se casar com a filha adotiva de Masamoto e usar o nome Kodera.

Yoshitaka conseguiu a liderança do Clã, em 1567. Alguns anos mais tarde, se juntou às forças de Toyotomi Hideyoshi que liderava o avanço das forças do Clã Oda na Região de Chugoku. Yoshitaka, juntamente com Takenaka Hanbei, servia como estrategista de Hideyoshi e ajudou na campanha contra o Clã Mōri.

Yoshitaka liderou um ataque em Kyūshū por ordem de Hideyoshi. Junto com ele estava o famoso daimyō cristão Takayama Ukon. Yoshitaka se converte ao catolicismo e é batizado com o nome ドン · シメオン (Dom Simeão). Depois de uma visita a Dejima, Toyotomi Hideyoshi ficou com medo da poderosa influência que os jesuítas e os daimyōs cristãos exerciam e em 1587 fez seu famoso decreto que expulsou os missionários estrangeiros e ordenou que todos os samurai cristãos abandonassem sua fé.

Enquanto Takayama Ukon resistiu ao edital e perdeu seu feudo, Yoshitaka desistiu de sua nova religião e adotou o hábito de monge passando a se chamar Josui (如水) . Seu ato mais importante durante o seu curto período como cristão foi salvar uma missão jesuíta da Província de Bungo quando o daimyō cristão daquela província, Ōtomo Sōrin, estava sob ataque do Clã Shimazu.

Yoshitaka teve participação na batalha de Sekigahara [3]. Seu filho Kuroda Nagamasa acabou o sucedendo na direção do Clã e do domínio em 1559 [2]. Morreu em 1604.

Referências

  1. Clã Kuroda (em japonês) página visitada em 12/07/2013
  2. a b c Louis Frederick; Alvaro David Hwang. O Japão, Dicionário e Civilização Rio de Janeiro: Globo Livros, 2008. p. 720. ISBN 9788525046161
  3. Anthony Bryant Sekigahara 1600: The Final Struggle for Power (em inglês) Osprey Publishing, 2013 ISBN 9781472800718