Abrir menu principal
Lã de ovelha

A é derivada do pelo da ovelha que, depois de tosquiado, é processado industrialmente para usos têxteis, limpeza e coloração.

O tecido feito de pele que serve como isolante térmico, não esquenta tanto sob o sol (mantém a temperatura do corpo em média 5 a 8 graus mais baixa em comparação com tecidos sintéticos expostos ao sol), como luvas, gorros e cachecóis.

Alguns tipos de lãEditar

Há pelo menos 1400 raças adaptadas às condições mais adversas do mundo. As mais conhecidas são:

Merino

É uma das raças mais antigas de ovinos, sendo que produz a lã mais fina e valiosa. O comprimento da mecha varia de cinco a dez centímetros.

 
Ovelhas Corriedale
Polwarth ou Ideal

Este tipo de ovino foi obtido através do cruzamentos de carneiros de raça inglesa Lincoln (de lã grossa) com ovelhas Merino (de lã fina e com limitado comprimento).

Corriedale

Ovinos criados na Nova Zelândia, por cruzamento da raça Merino de lã fina com a raça Lincoln. Sua lã é denominada “Cruza Fina” polilo que corresponde à classificação de Prima B e Cruza 1 para fêmeas e Cruzas 1 e 2 para machos.

Utilizações da lãEditar

  • Fios para tricotar;
  • Tecidos para vestuário e decoração;
  • Cobertores e mantas;
  • Tapeçarias e alcatifas;
  • Produtos com utilização na medicina;
  • Isolamentos térmicos e acústicos.

Ligações externasEditar


  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.