Abrir menu principal

Língua minoritária

Idiomas minoritários muitas vezes são línguas faladas por uma minoria étnica de uma certa região, mas nem sempre. Outros motivos ou situações sócio-políticas, históricas, religiosas, também resultar na existência de falares minoritários.

Os idiomas minoritários encontrados em uma região podem, basicamente, ser divididos em dois grandes grupos, os autóctones e os alóctones.

No entanto, é preciso ressaltar que idiomas autóctones ou alóctones nem sempre são idiomas minoritários. Por exemplo, o idioma português, tecnicamente um idioma alóctone ou introduzido de fora, do estrangeiro, ao território brasileiro, é a língua falada pela vasta maioria dos brasileiros e brasileiras da atualidade (em 2007).


Idiomas autóctonesEditar

Os principais idiomas minoritários são aqueles classificados como línguas autóctones ou nativas. Entre elas encontram-se algumas línguas já extintas e outras mais sob o sério perigo de um eterno desaparecimento. Entre as línguas nativas vivas ainda sendo praticadas no estado brasileiro de Rondônia estão línguas do grupo Macro-Gê, línguas como o Gavião, o Suruí de Rondônia, etc. Em Portugal ha uma língua minoritária nativa no Nordeste; o mirandês. Idiomas construídos podem fazer parte deste grupo de línguas.

A língua indígena do Brasil que possui o maior número de falantes é o caingange, falado no sul do país.

Idiomas alóctonesEditar

Línguas alóctones, também chamadas de línguas de imigração, são os idiomas externos introduzidos em uma região.

Entre as novas línguas minoritárias ou idiomas de imigrantes em Rondônia está o Pomerano germânico, falado pelos migrantes capixabas (nome dado especialmente às pessoas naturais do estado do Espírito Santo), originários das antigas colônias alemãs daquele estado. Com a entrada dos pomeranos em fins da década de 1960 o Luteranismo também passou a fazer parte do espectro de crenças e religiões sendo praticadas neste novo estado da confederação brasileira.

Freqüentemente idiomas construídos também fazem parte desta categoria linguística. Por exemplo, a Língua do Pê, o Pig Latin, utilizado também por jovens, mas nos meios culturais anglos, e o dialeto juvenil construído e falado especialmente entre jovens da Alemanha, a língua chamada de Löffelsprache.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.