Leo Huberman

Leo Huberman (Newark, 17 de outubro de 1903Paris, 9 de novembro de 1968) foi um jornalista e escritor marxista norte-americano.

Leo Huberman
Nascimento 17 de outubro de 1903
Newark
Morte 9 de novembro de 1968 (65 anos)
Paris
Cidadania Estados Unidos
Alma mater
Ocupação jornalista, autor, economista, escritor
Empregador Universidade Columbia

Em 1949, fundou e co-editou a revista Monthly Review com Paul Sweezy.[1]

Sua obra mais conhecida, "A História da Riqueza do Homem" ("Man's Worldly Goods"),[2] foi publicada em 1936 após pesquisa realizada na Faculdade de Economia de Londres. Dois anos depois foi nomeado chefe do Departamento de Ciências Sociais do New College da Universidade Columbia; foi também editor laboral do jornal PM; e autor de livros de história populares Man’s Worldly Goods e We, The People.[3]

ObrasEditar

  • Cuba: A revolution revisited
  • Vietnam: The Endless War
  • Socialism in Cuba
  • The labor spy racket (Civil liberties in American history)
  • Introduction to Socialism
  • Cuba: anatomy of a revolution
  • We, the People the Drama of America
  • Man's Worldly Goods: The Story of The Wealth of Nations
  • The cultural revolution in China: A socialist analysis
  • Notes on left propaganda: How to spread the word
  • Revolution and counterrevolution in the Dominican Republic: Why the U.S. invaded
  • The truth about socialism
  • The truth about unions
  • There is a man interned in a prison as a "dangerous enemy alien"

Referências

BibliografiaEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.