Abrir menu principal

Llámame

canção de Víctor Balaguer

"Llámame" ("Chama-me") foi a canção que representou a Espanha no Festival Eurovisão da Canção 1962 que se realizou em 18 de março de 1962 no Luxemburgo.

Espanha "Llámame"
Festival Eurovisão da Canção 1962
País
Artista(s)
Língua
Castelhano
Compositor(es)
Mario Selles
Letrista(s)
Miguel Portoles
Performance das finais
Resultado da semifinal
------
Pontos da semifinal
------
Resultado da final
13.º
Pontos da final
0
◄ "Estando contigo" (1961)   
"Algo prodigioso" (1963) ►

A referida canção foi interpretada em castelhano por Victor Balaguer. Foi a terceira canção a ser interpretada na noite do festival, a seguir à canção da Bélgica "Ton nom", interpretada por Fud Leclerc e antes da canção da Áustria "Nur in der Wiener Luft", cantada por Eleonore Schwarz. Terminou a competição em 13.º lugar (empatada com as canções da Bélgica, Áustria e Países Baixos, não logrando conquistar qualquer ponto. No ano seguinte, a Espanha seria representada com a canção "Algo prodigioso, interpretada por José Guardiola.

AutoresEditar

AUTORES
Letrista: Miguel Portoles
Compositor: Mario Selles
Orquestrador: Jean Roderes

LetraEditar

A canção é uma balada em que Balaguer dirige-se à sua amante dizendo que se ela precisar dele, se estiver triste que o chame.

Fontes e Ligações externasEditar