Abrir menu principal

"Algo prodigioso" foi a canção que representou a Espanha no Festival Eurovisão da Canção 1963 que teve lugar em 23 de março desse ano em Londres.

Espanha "Algo prodigioso"
Festival Eurovisão da Canção 1963
País
Artista(s)
Língua
Castelhano
Compositor(es)
Fernando García Morcillo
Letrista(s)
Camillo Murillo Janero
Performance das finais
Resultado da semifinal
------
Pontos da semifinal
------
Resultado da final
12.º
Pontos da final
2
◄ "Llámame" (1962)   
"Caracola" (1964) ►

A referida canção foi intrpretada em castelhano por José Guardiola. Foi décima-segunda canção a ser interpretada na noite do festival, a seguir à canção da França "Elle était si jolie", interpretada por Alain Barrière e antes da canção da Suécia "En gång i Stockholm", interpretada por Monica Zetterlund. Terminou a competição em 12.º lugar, tendo recebido um total de 2 pontos. No ano seguinte, em 1964,a Espanha fez-se representar com a canção "Caracola, interpretada por Los TNT.

AutoresEditar

AUTORES
Letrista: Camillo Murillo Janero
Compositor: Fernando García Morcillo
Orquestrador: Rafael de Ibarbia Serra

LetraEditar

A canção é uma balada na qual Guardiola descreve várias situações algo prodigiosas, como por exemplo alguém cuida de uma criança tem problemas em dormir, ajudar uma pessoa desesperada a encontrar o caminho que a salvará.Depois fala da pessoa amada que ee considera maravilhosa e que só ela er aum raio de luz na vida dele.

Referências e ligações externasEditar