Abrir menu principal
Lombardi
A imagem do locutor Lombardi no SBT em janeiro de 2009
Nome completo Luís Lombardi Neto
Nascimento 22 de setembro de 1940
São Paulo, SP
Nacionalidade brasileiro
Morte 2 de dezembro de 2009 (69 anos)
Santo André, SP
Ocupação locutor
Cônjuge Eni Lombardi (1973-2009)

Luís Lombardi Neto (São Paulo, 22 de setembro de 1940Santo André, 2 de dezembro de 2009) foi um locutor brasileiro de rádio e televisão, famoso por anunciar produtos e quadros no Programa Silvio Santos.

Sua imagem era praticamente desconhecida do grande público até o fim dos anos 2000. Trabalhou com Silvio Santos por mais de 40 anos.[1]

BiografiaEditar

Filho de Américo Lombardi e Joana Parisi, o locutor nasceu no bairro do Bixiga, em São Paulo, e quando criança sonhava em ser locutor de futebol. Fez testes para o Rádio Clube AM (hoje Rádio ABC AM), mas acabou conseguindo emprego na televisão.[2] Foi trabalhando na TV Paulista, atual TV Globo São Paulo, onde conheceu Silvio Santos.[3]

Permaneceu na Globo por quinze anos, deixando a emissora quando Silvio decidiu criar a TVS.[3]

Depois do sucesso na TV apresentou também programas de rádio. No começo dos anos 2000 mantinha uma atração na Rádio Cultura AM, de Santos, e na época de seu falecimento apresentava um programa em uma estação de Santo André.[3]

MorteEditar

Lombardi foi encontrado morto em sua casa no dia 2 de dezembro de 2009, por volta de oito horas da manhã, por sua mulher, Eni.[4] O locutor sofreu um infarto agudo, segundo o laudo médico.[5] De acordo com a esposa e familiares, ele não tinha problemas de saúde e a morte pegou a todos de surpresa.[6] Silvio Santos, após saber do falecimento de seu amigo, interrompeu a gravação de um programa especial de Ano-Novo, mas retomou os trabalhos em respeito a Lombardi e à plateia que o aguardava.[7]

Lombardi era casado com Eni Lombardi e deixou o filho Luiz Fernando Lombardi e os netos Daniel, Gabriel e Julia[8].

O corpo de Lombardi foi sepultado em Santo André em São Paulo no Cemitério Cristo Redentor no dia 3 de dezembro de 2009.[9]

Referências