Orquestra Sinfônica de Londres

(Redirecionado de London Symphony)
Orquestra Sinfônica de Londres
London Barbican Hall LSO b.jpg
História
Fundação
Quadro profissional
Tipo
País
Organização
Direção
Distinção
gramophone Award for Lifetime Achievement ()
Website
(en) lso.co.uk

A Orquestra Sinfônica de Londres ou Orquestra Sinfónica de Londres é a maior orquestra do Reino Unido, como uma das mais conhecidas do mundo. Desde 1982 a orquestra tem sede no Barbican Centre, em Londres.

HistóriaEditar

A Orquestra Sinfônica de Londres foi fundada em 1904 como a primeira orquestra independente do Reino Unido. Seu primeiro concerto aconteceu dia 9 de Junho do mesmo ano, com Hans Richter como maestro. Ele ficou como maestro principal até 1911, quando Edward Elgar tornou-se o diretor musical naquele ano, comandando seis concertos como maestro principal. A orquestra tornou-se a primeira orquestra do Reino Unido a se apresentar no exterior, que foi em Paris em 1906. Foi também a primeira orquestra do Reino Unido a tocar nos Estados Unidos, em 1912 e em 1973 foi a primeira a tocar no Festival de Salzburgo. E continua a fazer turnês ao redor do mundo.

A orquestra, durante muito tempo foi considerada a mais extrovertida das orquestras de Londres. Na maior parte de sua existência, ela proibiu que mulheres tornassem-se membros da orquestra, alegando que as mulheres poderiam afetar o som da orquestra (ouve uma polêmica parecida na Filarmônica de Viena). A primeira mulher a ingressar na orquestra foi a oboísta Evelyn Rothwell. A orquestra já contou com músicos conhecidos mundialmente, como James Galway (flauta), Gervase de Peyer (clarinete), Roger Lord (oboé), Osian Ellis (harpa), John Georgiadis (violino) e Barry Tuckwell (trompa). A orquestra tem grande habiliade de variar seu som, produzindo diferentes tons sob diversos maestros, como Leopold Stokowski (com quem fez muitas e memoráveis gravações), Adrian Boult, Jascha Horenstein, Georg Solti, André Previn, George Szell, Claudio Abbado, Leonard Bernstein, John Barbirolli e Karl Böhm.

A sinfônica é também famosa por realizar gravações de trilhas sonoras de diversos filmes com o passar dos anos, entre os quais estão todos da série Star Wars, Uma Cilada para Roger Rabbit, Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida, Harry Potter e a Câmara Secreta, Harry Potter e o Cálice de Fogo, "Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2", Barbie and the Nutcracker e Superman. A orquestra também já participou de diversas gravações de música popular, entre as quais está o álbum Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, da banda The Beatles.

Diretores musicaisEditar

Entre 1922 e 1930 a orquestra não contou com um maestro principal.

Referências

  • Michael Kennedy (19 janeiro 2004). "Triumphs, tears and toccatas".
  • Penny Wark (27 julho 2005). "Taming the music makers". The Times.
  • "LSO past Principal Conductors and Title Holders". London Symphony

Ver tambémEditar

Anexo:Lista de orquestras