Longroiva

freguesia de Mêda, Portugal
Portugal Portugal Longroiva 
  Freguesia  
Longroiva
Longroiva
Gentílico Longroivense
Localização
Longroiva está localizado em: Portugal Continental
Longroiva
Localização de Longroiva em Portugal
Coordenadas 40° 57' 50" N 7° 12' 44" O
Administração
Tipo Junta de freguesia
Presidente Vítor Salvador Soares Lemos (PS)
Características geográficas
Área total 41,22 km²
População total (2011) 286 hab.
Densidade 6,9 hab./km²
Código postal 6430
Outras informações
Orago Nossa Senhora do Torrão

Longroiva é uma freguesia portuguesa do concelho de Mêda, com 41,22 km² de área e 286 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 6,9 hab/km².

ToponímiaEditar

João de Barros aponta como nome antigo Langóbriga:

Longroiva - castelo na Lusitânia a par do rio Douro, vinte léguas do Porto, chamava-lhe Ptolomeu Langóbriga, e neste lugar parece que o assenta.[1]

No entanto outros autores defendem que a antiga Langóbriga se situa em Fiães (Santa Maria da Feira). Presume-se ter existido naquele local um povoado lusitano-romano denominado Lancobriga (por vezes Langobriga). Lancobriga é apontada como a possível capital dos Turduli Veteres. Por volta do século II a.C., os romanos ocuparam o referido monte, que já conheceria um certo desenvolvimento por volta do século IV. O "itinerário de Antonino" refere que, na estrada romana que ligava Olissipo (Lisboa) a Bracara Augusta (Braga) encontrava-se Lancobriga, a norte de Talabriga, localizada no Baixo Vouga, e a 13 milhas para sul de Cale (Porto/Gaia). [2] Ainda hoje se podem vislumbrar no lugar de Ferradal restos de pavimento que poderão ser dessa via.

HistóriaEditar

Foi sede de concelho entre 1120 e 6 de novembro de 1836. Era constituído pelas freguesias de Chãs de Longroiva, Santa Comba, Fonte Longa, Longroiva. Tinha, em 1801, 1 583 habitantes. Aquando da extinção, as suas freguesias foram anexadas aos concelhos de Marialva, Meda e Foz Côa.

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Longroiva [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
589 754 727 964 956 890 968 1 261 1 187 1 030 804 726 557 416 286

PatrimónioEditar

EquipamentosEditar

Referências

  1. Barros, João de (1549). Libro das antiguidades e cousas notáueis de Antre Douro e Minho, e de outras muitas de España e Portugual. [S.l.: s.n.] 
  2. Luís Seabra Lopes, A Estrada Emínio-Talabriga-Cale: Relações com a Geografia e o Povoamento de Entre Douro e Mondego, Conimbriga, vol. 39, Universidade de Coimbra, 2000, p. 191-258.
  3. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes

 Ver tambémEditar

  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.