Abrir menu principal
Loris Francesco Capovilla
Cardeal da Igreja Católica
Arcebispo-emérito de Loreto
Cardeal Capovilla, em 2014.
Atividade Eclesiástica
Diocese Prelazia de Loreto
Nomeação 25 de setembro de 1971
Predecessor Dom Aurelio Sabattani
Sucessor Dom Pasquale Macchi
Mandato 1971 - 1988
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 23 de maio de 1940
por Dom Adeodato Giovanni Cardeal Piazza
Nomeação episcopal 26 de junho de 1967
Ordenação episcopal 16 de julho de 1967
por Papa Paulo VI
Nomeado arcebispo 25 de setembro de 1971
Cardinalato
Criação 22 de fevereiro de 2014
por Papa Francisco
Ordem Cardeal-presbítero
Título Santa Maria além do Tibre
Brasão
Coat of arms of Loris Francesco Capovilla.svg
Lema OBŒDIENTIA ET PAX
Dados pessoais
Nascimento Pontelongo, Itália
14 de outubro de 1915
Morte Bérgamo, Itália
26 de maio de 2016 (100 anos)
Nacionalidade Italiano
Funções exercidas - Arcebispo de Chieti (1967-1971)
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Loris Francesco Capovilla (Pontelongo, 14 de outubro de 1915 - Bérgamo, 26 de maio de 2016) [1] foi um cardeal-presbítero italiano, foi arcebispo-prelado emérito de Loreto.

Índice

Biografia e formaçãoEditar

Dom Loris nasceu na comuna de Pontelongo, na província italiana de Pádua. Seus pais foram Rodolfo Capovilla e Letizia Callegaro e tinha uma irmã, chamada Lia. Seu pai faleceu em 1922, fazendo com que sua mãe e as duas crianças passassem por um período de muitas dificuldades e andanças até se instalarem finalmente na cidade veneziana de Mestre, em 1929, quando Loris ingressou no Patriarchal Seminary of Venice.[1]

SacerdócioEditar

Foi ordenado padre em 23 de maio de 1940, pelo Cardeal Adeodato Giovanni Piazza, Patriarca de Veneza entre 1936 e 1948.

Incardinado [2] no patriarcado de Veneza, exerceu diversas atividades na Paróquia de San Zaccaria e na cúria patriarcal, onde foi mestre do cerimonial na Basílica de São Marcos.

Também foi catequista em escolas de ensino médio, capelão no Seminário Olarmo [3] e exerceu ministério como capelão em uma casa de detenção de menores. Foi ainda capelão em um hospital de doenças contagiosas e capelão militar durante a Segunda Guerra Mundial.

Entre 1945 e 1953, apresentou um programa religioso dominical na Rádio Veneza. Em 1949, foi nomeado diretor do semanário diocesano La Voce di San Marco e redator da página veneziana de Avvenire d'Italia, um jornal dos bispos italianos.[1] Teve sua habilitação como jornalista registrada em 1950.[4]

Entre 15 de março de 1953 e 3 de junho de 1958, foi secretário do então Patriarca de Veneza, cardeal Angelo Giuseppe Roncalli, que seria eleito Papa João XXIII em outubro de 1958.

Após a eleição de Roncalli, Capovilla continuou como Prelado Doméstico de Sua Santidade em Roma, até a morte do pontífice, em 3 de junho de 1963, tendo participando também do Concílio Vaticano II.[1]

EpiscopadoEditar

O sucessor de João XXIII, o Papa Paulo VI o elevou à dignidade arquiepiscopal, com sé na arquidiocese de Chieti [5] em 26 de junho de 1967, consagrando-o em 16 de julho.[6]

A sua consagração foi assistida por Augusto Gianfranceschi, bispo da Diocese de Cesena-Sarsina,[7] por Jacques-Paul Martin, bispo-titular da sé de Neapolis in Palaestina,[8] pelo Secretário de estado do Vaticano, Amleto Giovanni Cicognani e pelo Colégio de Cardeais da Basílica patriarcal do Vaticano.

O lema episcopal escolhido por Dom Loris foi Oboedientia et Pax (Obediência e Paz), mesmo lema do Papa João XXIII.

Em 25 de setembro de 1971, foi transferido para a Prelazia de Loreto,[9] recebendo a Sé Titular de Mesembria (a mesma do arcebispo Roncalli em 1934).[10]

Renunciou aos cargos em 10 de dezembro de 1988, fixando residência em Sotto il Monte, Bérgamo, a cidade natal do Papa João XXIII.[1]

CardinalatoEditar

Em 12 de janeiro de 2014, foi anunciada a nomeação de Dom Loris Capovilla como cardeal-presbítero, investidura que foi formalizada simbolicamente (já que ele não estava presente na cerimônia) no primeiro consistório ordinário do Papa Francisco, em 22 de fevereiro de 2014.[11] [1]

Foi-lhe atribuído o título de cardeal-presbítero de Santa Maria além do Tibre.

Dom Loris não esteve presente no consistório, devido à idade avançada e condições de saúde. Em 1 de março de 2014, o cardeal decano do Colégio dos cardeais, Angelo Sodano foi enviado pelo Papa a Sotto il Monte, para a cerimônia de posse de Dom Loris como cardeal. Na cerimônia era presente também Dom Francesco Beschi, bispo de Bérgamo.

Dom Loris leu o discurso sem o uso de óculos, apesar de seus 98 anos. Em seguida o Cardeal Sodano colocou o barrete e o anel cardinalícios, entregando o pergaminho com a nomeação, assinado pelo Papa.[12] Foi o membro mais idoso do colégio dos cardeais, com cem anos completados em 14 de outubro de 2015.[13]

Capovilla faleceu no dia 26 de maio de 2016 em uma clínica em Bérgamo.[14]

Referências

  1. a b c d e f FIU - Florida International University. «Capovilla, Loris Francesco» (em inglês). 2014. Consultado em 2 de março de 2014 
  2. Dicionário Aulete. «Verbo "incardinar" - v.tr». Arquivado do original em 2 de março de 2014 "Receber formalmente em uma diocese um sacerdote pertencente a uma outra."
  3. Diocesi di Molfetta. «Seminario Onarmo» (em italiano). 2008. Consultado em 2 de março de 2014 
  4. Vaticano. «Capovilla Card. Loris Francesco» (em inglês). 2014. Consultado em 4 de março de 2014 
  5. Catholic Hierarchy. «Archdiocese of Chieti-Vasto» (em inglês). 2014. Consultado em 3 de março de 2014 
  6. Catholic Hierarchy. «Loris Francesco Cardinal Capovilla» (em inglês). 2014. Consultado em 3 de março de 2014 
  7. Catholic Hierarchy. «Diocese of Cesena-Sarsina» (em inglês). 2014. Consultado em 3 de março de 2014 
  8. Catholic Hierarchy. «Neapolis in Palaestina» (em inglês). 2011. Consultado em 3 de março de 2014 
  9. Catholic Hierarchy. «Territorial Prelature of Loreto» (em inglês). 2014. Consultado em 3 de março de 2014 
  10. Catholic Hierarchy. «Mesembria (Titular See)» (em inglês). 2014. Consultado em 3 de março de 2014 
  11. Catholic Hierarchy. «Consistory - 2014» (em inglês). 27/2/2014. Consultado em 3 de março de 2014 
  12. Vatican Insider. «Capovilla è cardinale, consegnata la berretta rossa» (em italiano). 1/3/2014. Consultado em 1 de março de 2014 
  13. nuovavenezia.gelocal.it. «I 100 anni d'amore di Loris Capovilla» (em italiano). 15 de outubro 2015. Consultado em 15 de outubro de 2015 
  14. «Vaticano: Morreu o cardeal Loris Francesco Capovilla, antigo secretário de João XXIII». Agência Ecclesia. 26 de maio de 2016 

Ligações externasEditar

Precedido por
Robert Leiber
 
Secretário Pessoal do Papa

19581963
Sucedido por
Pasquale Macchi
Precedido por
Giovanni Battista Bosio
 
Arcebispo de Chieti

19671971
Sucedido por
Vincenzo Fagiolo
Precedido por
Aurelio Sabattani
 
Arcebispo-prelado de Loreto

19711988
Sucedido por
Pasquale Macchi
Precedido por
Silvio Angelo Pio Oddi
 
Arcebispo-titular de Mesembria

19712014
Sucedido por
Sede Vacante
Precedido por
Józef Glemp
 
Cardeal-presbítero de Santa Maria além do Tibre

20142016
Sucedido por
Carlos Osoro Sierra