Abrir menu principal
Lourival Açucena
Nascimento 17 de outubro de 1827
Natal
Morte 28 de março de 1907 (79 anos)
Natal
Nacionalidade Brasil Brasileiro
Ocupação Poeta, cantor e compositor
Magnum opus Versos, 1927

Joaquim Eduvirges de Mello Açucena, ou Lourival Açucena ou Lorênio (Natal, 17 de Outubro de 1827 – Natal, 28 de Março de 1907) foi o primeiro poeta do Rio Grande do Norte.

Sua poesia era ligada ao Romantismo, mas tinha forte relação tardia com o Arcadismo.

VidaEditar

Teve uma vida agitada e participava ativamente dos serões boêmios de Natal.

Para visitar sua amada, chegava a atravessar o Rio Potenji a nado e ainda andar algumas léguas até o município de São Gonçalo do Amarante, onde ela morava.[1]

Ficou preso por dois meses no Forte dos Reis Magos, acusado de desfalque.[1]

Figura emblemática em Natal, Lourival Açucena foi funcionário público, juiz de paz, delegado de polícia, oficial de gabinete do Presidente da Província, seresteiro, ator e poeta.

Como cantor, alcançou fama nos festejos religiosos, e chegou a se apresentar em Pernambuco, recebendo aplausos.

Em 1853, representou o Capitão Lourival na peça O Desertor Francês, e sua performance rendeu-lhe o apelido que carregaria por cinquenta anos.

Escreveu para quase todos os jornais da cidade, mas não chegou a publicar livro algum em vida.

Lourival casou-se por três vezes e teve 32 filhos.

Morte e homenagens póstumasEditar

Logo após sua morte, seus amigos fizeram um primeiro esforço de reunião de todos os seus poemas, e publicaram a Poliantéia.

Mas foi Câmara Cascudo, com a colaboração do filho do poeta, que produziu a antologia mais completa, chamada Versos, e publicada no ano do centenário de Açucena, em 1927.

Em sua homenagem, Ferreira Itajubá escreveu o poema No Campo Santo:

Referências

Ver tambémEditar

 A Wikipédia possui o Portal do Rio Grande do Norte. Artigos sobre história, cultura, atrações, personalidades e geografia.

Ligações externasEditar

BibliografiaEditar

  • ALVES, Henrique L. Auta de Souza – poesia em tempo de ternura. Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte. Natal (RN), vols. LXX-LXXII, anos 1979-1980.