Lowell J. Sherman (11 de outubro de 1888 - 28 de dezembro de 1934) foi um ator e diretor de cinema americano . Em uma prática incomum para a época, ele atuou como ator e diretor em vários filmes no início dos anos 1930. Mais tarde, voltou-se exclusivamente para a direção. Tendo obtido grandes sucessos na direção dos filmes "She Done Him Wrong" (estrelado por Mae West ) e "Morning Glory" (que deu a Katharine Hepburn seu primeiro Oscar ), ele estava no auge de sua carreira quando morreu após uma breve doença.

Início da vida e carreiraEditar

Nascido em São Francisco em 1888 [1] [2] , filho de John Sherman e Julia Louise Gray, que estavam ligados ao teatro; John como agente de administração teatral e Julia como atriz de teatro. Sua avó materna era atriz, estrelando com o famoso ator Edwin Booth. [3] Sherman começou sua carreira como ator infantil, aparecendo em muitas companhias de teatro.

 
Lowell Sherman e Katharine Cornell na produção da Broadway de Casanova (1923)
 
Lowell Sherman (à esquerda), Neil Hamilton e Constance Bennett em What Price Hollywood? (1932)

Quando adulto, ele atuou na Broadway em peças como "Judith of Bethulia" (1904) com Nance O'Neil e no sucesso de David Belasco de 1905, "The Girl of the Golden West" , com Blanche Bates, onde ele era um jovem piloto da Pony Express.

Em 1921, Sherman estava em São Francisco participando de uma festa como convidado do amigo Roscoe Arbuckle no St. Francis Hotel . Ele estava em uma sala adjacente com a senhora Maude Delmont quando Arbuckle estava com Virginia Rappe . Rappe morreu quatro dias depois. Surgiram alegações sombrias de que Arbuckle a estuprou na festa e infligiu ferimentos que causaram sua morte diretamente. Arbuckle foi preso por assassinato (posteriormente rebaixado para homicídio culposo), e Sherman teve que testemunhar durante o julgamento que se seguiu. [4]

A carreira de Sherman não sofreu significativamente com as consequências de sua participação na festa. Na Broadway, em 1923, Sherman interpretou Casanova ; . Seu único crédito como diretor da Broadway foi em Morphia, em 1923, onde também estrelou. [5] Sua reputação foi construída após muitos anos aparecendo em peças populares da Broadway. Mesmo depois de se tornar uma estrela de sucesso no cinema mudo, continuou a atuar na Broadway, seu último papel foi em "The Woman Disputed", entre setembro de 1926 e março de 1927. [6]

Em 1915, Sherman atuava em filmes mudos, geralmente interpretando playboys, até que DW Griffith o escalou como o vilão do filme clássico "Way Down East" (1920). [3] Continuou interpretando vilões ou playboys em filmes, como havia feito no teatro, ao longo da década de 1920, em filmes como "Molly O'" (1921), "A Lady of Chance"(1929) e mais tarde em filmes falados como "Ladies of Leisure" (1930) e "What Price Hollywood?" (1932). [7]

Apesar de bem-sucedido, Sherman não estava totalmente satisfeito com sua carreira como ator, afirmando que "nada se torna tão monótono quanto atuar no palco, especialmente se você for bem-sucedido ... trabalhar nos filmes parecia ainda mais monótono". [3] Em 1930, o executivo da RKO, William LeBaron, deu a ele a oportunidade que procurava; permitindo-lhe estrelar e dirigir o filme "Lawful Larceny" . Sherman havia estrelado a produção da peça na Broadway em que o filme se baseava e reprisou seu papel. [8] Nos três anos seguintes, ele estrelou e dirigiu mais sete filmes, incluindo "Bachelor Apartment" (1931) com Irene Dunne, "The Royal Bed" (1931) com Mary Astor e "The Greeks Had a Word for Them" (1932) com Joan Blondell .

Em 1933, concentrou-se em suas funções de diretor. "The Greeks Had a Word for Them" foi seu último papel como ator, no palco ou na tela. Os cinco filmes onde sua única responsabilidade foi dirigir foram todos sucessos de crítica e financeiros. Dirigiu Mae West em seu primeiro filme estrelado, "She Done Him Wrong" ( Paramount Pictures, 1933), e seguiu com a performance vencedora do Oscar de Katharine Hepburn em Morning Glory ( RKO Radio Pictures, 1933). Também dirigiu "Broadway Through a Keyhole" ( Twentieth Century Pictures, 1933) com Russ Columbo e "Born to Be Bad" ( United Artists, 1934) com Loretta Young e Cary Grant (com quem trabalhou com "She Done Him Wrong"). Seu trabalho final, "Night Life of the Gods" ( Universal Pictures ), foi lançado em 1935, após a morte de Sherman, e foi outro sucesso de crítica e finanças.

Vida pessoalEditar

Sherman foi casado três vezes e não teve filhos. Seu primeiro casamento foi com a atriz Evelyn Booth, irmã do dramaturgo John Hunter Booth, com quem se casou em 11 de março de 1914. [9] Booth pediu o divórcio alegando que Sherman não a sustentava e era cruel. Ela recebeu o divórcio em 19 de março de 1922. [10] Em 1926, ele se casou com a atriz Pauline Garon . [11] Sherman pediu o divórcio em 25 de janeiro de 1929, alegando que Garon o abandonou em agosto de 1928 por insistência de seus pais. [12] [13] O divórcio foi concedido em março de 1929. Seu terceiro e último casamento foi com a atriz Helene Costello, a irmã mais nova de Dolores Costello . Eles se casaram em 15 de março de 1930 em Beverly Hills . [14] . Sherman e Helene se separaram em novembro de 1931 e se divorciaram em maio de 1932. [15] [16]

MorteEditar

Em 28 de dezembro de 1934, Sherman morreu em um hospital de Los Angeles com pneumonia dupla. [17] Sherman está enterrado no Forest Lawn Memorial Park, Glendale . [18]

No momento de sua morte, Sherman estava dirigindo "Becky Sharp", o primeiro filme inteiramente na técnica Technicolor de três faixas. Mesmo depois de ficar doente, Sherman continuou a trabalhar no projeto e estava há 25 dias na produção. [19] Após sua morte, Rouben Mamoulian foi trazido para terminar o filme. Mamoulian não usou nenhuma das filmagens de Sherman, optando por refazer o filme inteiro. [11] [20]

Carreira na BroadwayEditar

  • Judith of Bethulia (1904)
  • The System of Dr. Tarr (1905)
  • Strolling Players (1905)
  • The Girl of the Golden West (1906) - Rider of the Pony Express
  • The Girl of the Golden West (1907) - Rider of the Pony Express
  • The Girl of the Golden West (1908) - Rider of the Pony Express
  • The First Lady in the Land (1911–12) - James Madison
  • The Dragon's Claw (1914)
  • The Eternal Magdalene (1915–16)
  • The Heart of Wetona (1916) - Anthony Wells
  • The Guilty Man (1916)
  • Our Little Wife (1916)
  • The Knife (1917)
  • Good Morning, Rosamond (1917)
  • The Heritage (1918)
  • The Squab Farm (1918)
  • A Marriage of Convenience (1918)
  • Not with My Money (1918)
  • The Woman in Room 13 (1919)
  • The Sign on the Door (1919–20) - Frank Devereaux
  • The Man's Name (1920) - Hal Marvin
  • Lawful Larceny (1922) - Guy Tarlow
  • The Fool (1922–23) - Jerry Goodkind
  • The Masked Woman (1922–23) - Baron Tolento
  • Morphia (1923) - Julian Wade
  • Casanova (1923) - Giacomo Casanova
  • Leah Kleschna (1924) - Raoul Berton
  • High Stakes (1924) - Joe Lennon
  • The Woman Disputed (1926–27) - Capt. Friedrich Von Hartmann

FilmografiaEditar

DiretorEditar

ReferênciasEditar

Referências

  1. «1900 United States Federal Census Ancestry.com - Login Needed». www.ancestryheritagequest.com 
  2. Focus on Film, Volumes 19-31. [S.l.: s.n.] 
  3. a b c «No Questions Asked». Picture Play Magazine 
  4. «The Fatty Arbuckle Trial: The Injustice of the Century». Constructing the Past. 5 
  5. «Morphia» 
  6. «Lowell Sherman» 
  7. Lowell Sherman at allmovie.com database
  8. «Lawful Larceny» 
  9. Focus on Film, Volumes 19-31. [S.l.: s.n.] 
  10. «Telegraphic Briefs». The Day 
  11. a b Slide, Anthony. Silent Players: A Biographical and Autobiographical Study of 100 Silent Film Actors and Actresses. [S.l.: s.n.] ISBN 0-813-12249-X 
  12. «Lowell Sherman Suing Actress For Divorce». San Jose News 
  13. «Star Granted Divorce». Pittsburgh Post-Gazette 
  14. «Helene Costello Weds Film Actor». The Pittsburgh Press 
  15. «Accuses Actress In Divorce Suit». Herald-Journal 
  16. «Helene Costello Is Granted Divorce After Court Drama». Pittsburgh Post-Gazette 
  17. «Lowell Sherman Is Claimed By Death». The Evening Argus 
  18. Ellenberger, Allan R. Celebrities in Los Angeles Cemeteries: A Directory. [S.l.: s.n.] ISBN 0-786-40983-5 
  19. «Lowell Sherman's Last». Variety 
  20. «Becky Sharp: Detail View» 

Links ExternosEditar