Pizzi

futebolista português

Luís Miguel Afonso Fernandes, mais conhecido como Pizzi (Bragança, 6 de outubro de 1989), é um futebolista português que atua como médio. Atualmente joga no Benfica.

Pizzi
Pizzi
Pizzi com a Seleção Portuguesa em 2017
Informações pessoais
Nome completo Luís Miguel Afonso Fernandes
Data de nasc. 6 de outubro de 1989 (32 anos)
Local de nasc. Bragança, Portugal
Nacionalidade português
Altura 1,77 m
destro
Apelido Pizzi
Informações profissionais
Clube atual Benfica
Número 21
Posição médio
Clubes de juventude
1999–2000
2000–2007
2007–2008
Mãe D'Água
Bragança
Braga
Clubes profissionais
Anos Clubes
2007
2008–2012
2008–2009
2009
2010–2011
2011–2013
2012–2013
2013–
2013–2014
Bragança
Braga
Ribeirão (emp.)
Sporting da Covilhã (emp.)
Paços de Ferreira (emp.)
Atlético de Madrid
Deportivo La Coruña (emp.)
Benfica
Espanyol (emp.)
Seleção nacional
2008
2010–2011
2011
2012–
Portugal Sub-19
Portugal Sub-21
Portugal Sub-23
Portugal

CarreiraEditar

Nascido em Bragança, Pizzi ganhou sua alcunha por jogar, ainda miúdo, com uma camisola do Barcelona de Juan Antonio Pizzi, na época atleta do clube catalão. Começou sua carreira no clube local, o modesto Bragança.

Sob contrato do Braga, foi emprestado ao Ribeirão, ao Sporting da Covilhã e ao Paços de Ferreira. Em 2011 foi contratado pelo Atlético de Madrid[1] e em julho de 2013 assinou pelo Benfica, sendo depois emprestado ao Espanyol até ao fim da época.

BenficaEditar

2013–14Editar

Pizzi assinou pelo Benfica na época 2013–14, tornando-se o jogador mais caro da história do clube.[2] Apesar disso, inicialmente não conseguiu garantir espaço na equipe; assim, foi emprestado até o final da época ao Espanyol, onde atuou por 34 vezes e apontou quatro golos.[3][4]

2014–15Editar

Na primeira metade da temporada, Pizzi não passou de mais uma opção no banco do treinador Jorge Jesus. No entanto, na segunda segunda metade, com a saída do argentino Enzo Pérez, Pizzi assumiu lugar de destaque no meio-campo da equipe, sendo peça importante para garantir o bicampeonato da Taça da Liga.

2016–17Editar

Com grandes atuações nessa época, foi utilizado pelo técnico Rui Vitória em praticamente todas as funções ofensivas do meio-campo. Assim, teve o seu contrato renovado por mais três anos, aumentando a sua multa rescisória para 45 milhões de euros.[5]

2018–19Editar

Finalizou a época como o rei das assistências na Europa (10 melhores ligas), com 19 assistências em 34 jogos. Ficou à frente de nomes como Jadon Sancho, Lionel Messi e Eden Hazard.[6]

2019–20Editar

Mais uma vez teve uma grande época, dessa vez se destacando também pelos golos marcados. No total, distribuiu 12 assistências e marcou 30 golos em 51 partidas.[7]

Estilo de jogoEditar

Pizzi é um jogador polivalente, capaz de cumprir várias funções.[8] Dá estabilidade à equipa, possui grande técnica e tem como característica os bons remates de média distância.[9]

EstatísticasEditar

ClubesEditar

Clube Temporada Campeonato
nacional
Taça nacional[a] Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Golos Assist. Jogos Golos Assist. Jogos Golos Assist. Jogos Golos Assist. Jogos Golos Assist.
Benfica 2014–15 23 2 ? ? ? ? ? ? ? ? ? ?
2015–16 31 8 6 ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ?
2016–17 33 10 8 ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ?
Total 87 20 20 5 7 0 10 2 2 14 10 4 103 77 26
Total na carreira 330 157 58 29 20 1 62 15 9 57 40 4 478 232 72

Seleção NacionalEditar

Seleção Nacional Ano Jogos Golos
Portugal 2012 1 1
2013 1 0
2015 2 0
2017 5 1
2018 1 0
Total 10 2

TítulosEditar

Atlético de Madrid
Benfica
Seleção Portuguesa

Prêmios individuaisEditar

Referências

  1. «Pizzi emprestado ao Atlético de Madrid até ao fim do ano». SAPO. 29 de agosto de 2011. Consultado em 10 de dezembro de 2021 
  2. «Pizzi torna-se o jogador mais caro da história do Benfica». PÚBLICO. 31 de dezembro de 2015. Consultado em 10 de dezembro de 2021 
  3. «Pizzi e Sidnei reforçam Espanyol». PÚBLICO. 29 de julho de 2013. Consultado em 10 de dezembro de 2021 
  4. José António Fonseca (1 de agosto de 2013). «Benfica contrata Pizzi e empresta-o ao Espanhol». Rádio e Televisão de Portugal. Consultado em 10 de dezembro de 2021 
  5. Rodrigo Gasparini (25 de janeiro de 2017). «Pizzi é fundamental para o bom ano do Benfica – e o clube sabe disso». Trivela. Consultado em 10 de dezembro de 2021 
  6. «O jogador com mais assistências na Europa mora em Portugal». Notícias ao Minuto. 12 de fevereiro de 2019. Consultado em 10 de dezembro de 2021 
  7. Valter Marques (26 de julho de 2020). «Pizzi é o rei das assistências da Liga NOS 2019/20». Record. Consultado em 10 de dezembro de 2021 
  8. «Super-Pizzi: o médio mais influente na Europa». Site oficial do Benfica. 29 de abril de 2019. Consultado em 10 de dezembro de 2021 
  9. Mariana Fernandes (3 de fevereiro de 2019). «Pizzi, o rei das assistências que não se esquece de marcar golos». Observador. Consultado em 10 de dezembro de 2021 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Pizzi