Luís VI da Baviera

Luís VI da Baviera
Nascimento 12 de maio de 1328
Roma
Morte 17 de maio de 1365 (37 anos)
Berlim
Sepultamento Graues Kloster
Cidadania Alemanha
Etnia alemães
Progenitores Mãe:Margarida II, Condessa de Hainault
Pai:Luís IV, Sacro Imperador Romano-Germânico
Cônjuge Ingeborg de Mecklenburg-Schwerin, Cunigunda da Polônia
Irmão(s) Inês da Baviera, Margarida da Baviera, Duquesa da Eslavônia, Beatriz da Baviera, Isabel da Baviera, Luís V da Baviera, Estêvão II da Baviera, Guilherme I da Baviera, Alberto I da Baviera, Otão V da Baviera, Matilda da Baviera, Margravina de Meissen
Ocupação soberano
Título margrave
Armoiries électeur Brandebourg.svg

Luís VI da Baviera, chamado o Romano (em alemão: Ludwig VI der Römer) (Roma, 7 de maio de 1328 – Berlim, 17 de maio de 1365) foi o primeiro filho do Imperador Luís IV da Baviera com a sua segunda esposa, Margarida, Condessa de Hainaut. Era, portanto, um membro da Casa de Wittelsbach. Luís VI foi Duque da Baviera (1347-1365) e, como Luís II, marquês de Brandemburgo (1351-1365). Em 1356, ele tornou-se o primeiro príncipe-eleitor de Brandemburgo. Luís VI morreu em Berlim.

BiografiaEditar

Luís nasceu em Roma (provavelmente será a razão do seu cognome), quando os seus pais viajavam para lá, para a coroação de seu pai. Quando este morreu em 1347, Luís sucedeu-lhe como Duque da Baviera, juntamente com seus cinco irmãos. Luís oferece a Holanda e Hainaut para os seus irmãos Guilherme I e Alberto I em 1349, desde a sua expectativa de obter a coroa polaca, casando-se com Cunegunda da Polónia, filha de Casimiro III da Polónia com Aldona da Lituânia.

Em Dezembro de 1351, Luís VI recebeu do seu meio-irmão mais velho Luís V o governo de Brandemburgo, em troca do governo único na Alta Baviera. Menos experiente do que Luís V, também foi desafiado pelo "Falso Valdemar", um impostor que alegou Brandemburgo e tem o apoio de diversas cidades e também de Carlos IV, Sacro Imperador Romano-Germânico.

Com o Bula Dourada de 1356 Luís foi investido com a dignidade eleitoral.

Após a morte de Cunegunda em 1357, Luís casou-se com Ingeborga de Mecklemburgo. Ela era filha de Alberto II, Duque de Mecklemburgo e Eufémia da Suécia. Luís não tinha filhos com ela também. Por conseguinte, o seu irmão Otão V sucedeu em Brandemburgo.

Os duques Luís VI e Otão V, sem filhos, já tinham prometido a Carlos IV, Sacro Imperador Romano-Germânico, a sucessão de Brandemburgo, em 1364, como vingança por um conflito com o irmão deles, Estêvão II.

Precedido por
Luís IV
Duque da Baviera
1347 - 1349
com Luís V, Estêvão II, Guilherme I , Alberto I e Otão V
Sucedido por
divisão da Baviera em Alta Baviera e Baixa Baviera
Precedido por
divisão da Baviera em Alta Baviera e Baixa Baviera
Duque da Alta Baviera
1349 - 1351
com Luís V e Otão V
Sucedido por
Meinardo
Precedido por
Luís I
Marquês de Brandemburgo
1351 - 1356
como Luís II
Sucedido por
Torna-se Príncipe-eleitor
Precedido por
Criação do título
Príncipe-eleitor de Brandemburgo
1356 - 1365
como Luís II
Sucedido por
Otão VII