Luís de Almeida Portugal, o Manteigas

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Luís de Almeida Portugal, veja Luís de Almeida Portugal (desambiguação).


Luís de Almeida Portugal, o Manteigas
Cidadania Portugal
Prêmios Comendador da Ordem de Cristo

Luís de Almeida Portugal ( - 1691[1]), conhecido pela alcunha «O Manteigas»[2], comendador de São Salvador de Elvas na Ordem de Cristo[3], 1.° alcaide mor de Borba, "que serviu na guerra como capitão de cavalos"[4] e depois de mestre de campo[5][6].

Dados genealógicosEditar

Era filho de D. João de Almeida, senhor da casa de seu pai, comendador de Santa Maria de Loures na Ordem de Cristo, alcaide-mor de Alcobaça, vedor da Casa Real de D. João IV de Portugal e D. Afonso VI de Portugal. Reposteiro-mor e Gentil-Homem de Câmara do Rei quando sua mãe D. Luísa de Gusmão lhe pôs casa. Sua varonil beleza se tornou tão apreciada que era conhecido pelo apelido de «O Formoso». Casou com D. Violante Henriques, Guarda-mor da Rainha D. Maria Francisca Isabel de Sabóia quando enviuvou. Era filha de D. Marcos de Noronha, que combateu em Alcácer Quibir e foi resgatado, senhor do morgado e padroado do Convento do Salvador de Lisboa e sua mulher Maria Henriques. Violante que era irmã de D. Tomás de Noronha, 3° Conde dos Arcos, do Conselho de Estado e Presidente do Conselho Ultramarino.

Casou com Maria Josefa de Melo Côrte-Real ( . 1723[7]) filha do 1.º Conde das Galveias, Dinis Melo e Castro[8].

Tiveram:

Referências

  1. Memorias historicas e genealogicas dos grandes de Portugal, por Antonio Caetano de Sousa, na regia officina Sylviana, 1755, pág. 384
  2. Innocencio Francisco da Silva, Apontamentos Biographicos Acerca de Luís Francisco de Assis Sanches de Baena (1707-1782) dados à luz e offerecidos a seu terceiro neto o ex.mo senhor Visconde de Sanches de Baena», Lisboa, 1869, p.6
  3. Os Restauradores de 1640 e a sua descendência, Edição de Publipor, 1990, pág. 55
  4. António Caetano de Sousa, «Memorias Históricas e Genealógica dos Grandes de Portugal», Regia Officina Sylviana, Lisboa, 1755, pág. 384-385.
  5. Resenha das familias titulares e grandes de Portugal, Volume 2, por Albano Anthero da Silveira Pinto e Augusto Romano Sanches de Baêna e Farinha (Visconde), F.A. da Silva, 1991, pág. 501
  6. Pericope genealogica da familia Sanches de Baêna, deduzida do primeiro ramo da serenissima Casa de Bragança e fielmente compilada da Historia genealogica da Casa Real Portugueza, obra mandada publicar em 1732 por ordem e a expensas da Academia Real da Historia (hoje Academia Real das Sciencias de Lisboa), composta á vista de documentos sabiamente colligidos, por António Caetano de Sousa, Typ. Mattos Moreira, 1887
  7. Memorias historicas e genealogicas dos grandes de Portugal, por Antonio Caetano de Sousa, na regia officina Sylviana, 1755, pág. 384
  8. Anselmo Braamcamp Freire, "Brasões da Sala de Sintra", Livro segundo, pág. 267, Coimbra
  9. Corografia Portugueza e descripçam topografica do famoso reyno de Portugal: com as noticias das fundações das cidades, villas, & lugares, que contem, varões illustres, genealogias das familias nobres, fundações de conventos, catalogos dos bispos, antiguidades, maravilhas de natureza, edificios & outras curiosas observaçoens, por António Carvalho da Costa, D. Gonçalves Gouvea, 1868, Volume 2, pág. 410
  10. Pericope genealogica da familia Sanches de Baêna, deduzida do primeiro ramo da serenissima Casa de Bragança e fielmente compilada da Historia genealogica da Casa Real Portugueza, obra mandada publicar em 1732 por ordem e a expensas da Academia Real da Historia (hoje Academia Real das Sciencias de Lisboa), composta á vista de documentos sabiamente colligidos, por António Caetano de Sousa, Typ. Mattos Moreira, 1887
  11. Livro de oiro da nobreza: apostilas à Resenha das famílias titulares do reino de Portugal de João Carlos Feo Cardoso Castelo Branco e Torres e Manoel de Castro Pereira da Mesquita, Domingos de Araújo Affonso, Ruy Dique Travassos Valdez, João Carlos Feo Cardoso de Castelo Branco e Torres, Manoel de Castro Pereira da Mesquita J.A. Telles da Sylva, 1933, Volume 2, pág. 9
  12. Memorias historicas e genealogicas dos grandes de Portugal, por Antonio Caetano de Sousa, na regia officina Sylviana, 1755, pág. 386
  13. Memorias historicas e genealogicas dos grandes de Portugal, por Antonio Caetano de Sousa, na regia officina Sylviana, 1755, pág. 384
  14. Memorias historicas e genealogicas dos grandes de Portugal, por Antonio Caetano de Sousa, na regia officina Sylviana, 1755, pág. 384
  15. Memorias historicas e genealogicas dos grandes de Portugal, por Antonio Caetano de Sousa, na regia officina Sylviana, 1755, pág. 385
  16. «Genealogias das Famílias de Portugal», por Afonso Torres e continuada por Luís Vieira da Silva, capitulo dos Almadas, ano de 1694
  17. Memorias historicas e genealogicas dos grandes de Portugal, por Antonio Caetano de Sousa, na regia officina Sylviana, 1755, pág. 386
  18. Memorias historicas e genealogicas dos grandes de Portugal, por Antonio Caetano de Sousa, na regia officina Sylviana, 1755, pág.s 385 e 386