Luiz Ferreira Martins

médico, professor e político brasileiro


Luiz Ferreira Martins (Itapetininga, 4 de junho de 1935 - Bauru, 20 de março de 2021) foi um médico veterinário, professor e político brasileiro. Formado em medicina veterinária pela Universidade de São Paulo, foi professor de histologia e embriologia da universidade entre 1958 e 1970. Ferreira Martins foi diretor da Faculdade de Odontologia de Bauru da USP entre 1971 e 1976, Coordenador do Ensino Superior do estado de São Paulo entre 1973 e 1976, Secretário Estadual de Educação (1979-1982) e primeiro reitor da Universidade Estadual Paulista (Unesp), entre 1976 e 1980.[1][2][3][4]

Luiz Ferreira Martins
Deputado Estadual de São Paulo
Período 1983 a 1987
Dados pessoais
Nascimento 4 de junho de 1935 (86 anos)
Itapetininga, SP
Morte 20 de março de 2021
Bauru, SP
Partido PDS
Ocupação médico veterinário, professor, político

Foi eleito deputado federal pelo Partido Democrático Social, cumprindo mandato entre 1983 e 1987.[5][6]

Morreu em março de 2021, em decorrência de complicações da COVID-19.[7]

Vida e carreiraEditar

Ferreira Martins nasceu em Engenheiro Hermilo, localidade da zona rural de Angatuba (anteriormente pertencente ao município de Itapetininga). Era o caçula de seis filhos. Estudou na zona rural até os oito anos, quando mudou-se para Tietê, onde terminou o curso primário.[3] Ganhou uma bolsa de estudos do cunhado do fazendeiro para quem seu pai trabalhava e mudou-se para São Paulo, onde concluiu o curso científico no colégio Visconde de Porto Seguro.[1]

Prestou vestibular e entrou no curso de veterinária da Universidade de São Paulo. No fim do primeiro ano de faculdade, foi convidado para se tornar monitor de histologia e embriologia. Foi membro do Conselho Universitário por 24 anos. Aos 31 anos prestou concurso para professor catedrático de histologia na recém-implantada faculdade de odontologia da USP em Bauru, tornando-se o mais jovem e o último catedrático da instituição, antes da implantação da Lei de Diretrizes e Bases extinguir as cátedras vitalícias e implantar os departamentos.[1]

Em Bauru, Ferreira Martins foi escolhido como vice-diretor da faculdade, e mais tarde diretor, ente 1971 e 1976. Durante sua administração, obteve recursos para implantar o Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (conhecido como Centrinho)[3]

Morreu em março de 2021, em decorrência de complicações da COVID-19.[7]

Referências

  1. a b c «Comunidade de Ex-Alunos do Porto». www.exalunos.portoseguro.org.br. Consultado em 21 de março de 2021 
  2. JCNET (4 de agosto de 2019). «Entrevista da Semana: Luiz Ferreira Martins». Geral. Consultado em 21 de março de 2021 
  3. a b c JCNET (21 de março de 2021). «Morre Luiz Ferreira Martins, um dos fundadores do Centrinho». Geral. Consultado em 21 de março de 2021 
  4. Palhares, Isabela (31 de março de 2021). «Mortes: Educador, tinha orgulho de ter sido o 'pai da Unesp». São Paulo: Folha de S. Paulo. Consultado em 6 de abril de 2021 
  5. «Biografia do(a) Deputado(a) Federal FERREIRA MARTINS». Portal da Câmara dos Deputados. Consultado em 21 de março de 2021 
  6. «MARTINS, FERREIRA (1)». CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Consultado em 6 de abril de 2021 
  7. a b «Ex-deputado federal, Luiz Ferreira Martins morre de Covid aos 85 anos em Bauru». G1. Consultado em 18 de abril de 2021 

Ligações externasEditar