Marcio Ballas

ator brasileiro
(Redirecionado de Márcio Ballas)

Marcio Ballas (São Paulo, 14 de novembro de 1971) é um palhaço, improvisador, apresentador e diretor especializado na linguagem de Clown e Improviso Teatral.

Marcio Ballas
Pseudônimo(s) João Grandão
Conhecido(a) por É Tudo Improviso
Cante se Puder
Esse Artista Sou Eu
Jogando no Quintal
Nascimento 14 de novembro de 1971 (49 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade brasileiro
Etnia Judeu
Cônjuge Paula Gama
Educação Escola Superior de Propaganda e Marketing e Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Ocupação Ator, humorista, Apresentador de televisão, palhaço
Prêmios Campeão Mundial de Improvisação (2008)

Faz palestras[1] e workshops corporativos com o tema "Improviso e Criatividade" e Mestre de cerimônias em eventos. É diretor artístico e professor da Casa do Humor, espaço de cursos de Improviso, Palhaço e Stand up.

É de origem judaica.[2]

BiografiaEditar

Quando tinha dezessete anos, seu pai morreu num acidente de carro e ele teve que assumir uma pequena papelaria da família no centro de São Paulo, na Rua Aurora. Ficou lá por 10 anos. Um dia, foi convidado por um amigo para fazer um curso de dois dias de "Introdução a Linguagem do Palhaço". A partir daí sua vida mudou.[3]

É formado em Marketing pela ESPM[4] e pós-graduado em Psicodrama pela PUC-SP.

Viveu por 3 anos em Paris, onde estudou na “École Internationale de Théâtre Jacques Lecoq”.[4] Apresentou-se com os “Palhaços Sem Fronteiras” franceses numa expedição para Madagascar e outra em campos de refugiados durante a guerra do Kosovo.[5] Formou-se no “L’Institut du Clown Relationnel” na Bélgica com Christian Moffarts.[4]

No Brasil, foi integrante durante 4 anos dos “Doutores da Alegria”.[6][7]

É um dos diretores e criadores (com Cesar Gouvêa) do “Jogando no Quintal”, criado em 2001[7], que é o espetáculo de improviso em cartaz mais antigo do Brasil, já visto por mais de 500 mil pessoas.

Participou de Festivais de Improviso na Argentina, Chile, Colômbia, Espanha, Peru e Uruguai. No Campeonato Internacional de Bogotá, em 2008, sagrou-se campeão mundial, representando a seleção brasileira.[7]

É diretor e ator do “Caleidoscópio”, um dos primeiros espetáculos longforms de improviso no Brasil.

Foi diretor “Improvisacional” do espetáculo “Improvável” da Cia. Barbixas de Humor, onde também atua como mestre de cerimônias e jogador convidado.

Foi apresentador do programa "É Tudo Improviso" na Rede Bandeirantes[8], que estreou em 2001, durou 4 temporadas e foi reapresentado também no canal TBS. Também foi apresentador do programa "America's Funniest Vídeos Brasil" no canal TBS.[9]

Foi apresentador do programa "Cante Se Puder", com Patrícia Abravanel[7][10], e "Esse Artista Sou Eu"[11], ambos no SBT.

Participou do programa "Os Incríveis" no canal National Geographics.

Ficou em cartaz por 3 anos no Comedians Club, em São Paulo, dirigindo e atuando no espetáculo "Noite de Improviso".

Desde novembro de 2016, apresenta o seu podcast chamado "BallasCast".[12]

Em 2018, estreou o espetáculo "Bagagem", onde conta ao público com humor e poesia alguns episódios que marcaram a sua infância e sobre a cultura judaica de sua família.[13][2]

Referências

  1. CE, Do G1 (12 de maio de 2016). «TedX Fortaleza tem 12 palestrantes, entre designer, poetas e humorista». Ceará. Consultado em 16 de junho de 2021 
  2. a b «Em "Bagagem", Marcio Ballas revisita infância e cultura judaica | Na Plateia». VEJA SÃO PAULO. Consultado em 3 de outubro de 2019 
  3. «BallasCast – Episódio 01 – O dono de Papelaria que virou Palhaço « Marcio Ballas». Consultado em 16 de junho de 2021 
  4. a b c «Folha de S.Paulo - Serafina 23 - 28/02/2010». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 3 de outubro de 2019 
  5. «Marcio Ballas – Um palhaço que foi viver sem fronteiras pra dizer sim a vida – Jovem Pan». Marcio Ballas – Um palhaço que foi viver sem fronteiras pra dizer sim a vida – Jovem Pan. 8 de dezembro de 2020. Consultado em 16 de junho de 2021 
  6. «Aprender a dizer sim». VEJA SÃO PAULO. Consultado em 16 de junho de 2021 
  7. a b c d «'Jogando no Quintal' leva futebol aos palcos de teatro». Terra. Consultado em 16 de junho de 2021 
  8. «Estreias trazem para a TV novos rostos da stand up e atores do teatro do improviso». O Globo. 16 de janeiro de 2010. Consultado em 16 de junho de 2021 
  9. «Márcio Ballas grava programa de vídeocassetadas». UOL TV e Famosos. Consultado em 16 de junho de 2021 
  10. «Patrícia Abravanel e Marcio Ballas fazem coreografia de 'Gangnam Style'». CARAS Brasil. 28 de setembro de 2012. Consultado em 16 de junho de 2021 
  11. Line, A. TARDE On. «Esse Artista Sou Eu estreia no SBT nesta segunda». Portal A TARDE. Consultado em 16 de junho de 2021 
  12. «Podcasts « Marcio Ballas». Consultado em 16 de junho de 2021 
  13. «Marcio Ballas conta histórias de sua família imigrante com humor e poesia em Bagagem». O Fuxico. 21 de novembro de 2018. Consultado em 16 de junho de 2021 

Ligações externasEditar


  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.