Abrir menu principal
Márcio Campos
Nascimento 6 de março de 1974 (45 anos)
Cruzília
Cidadania Brasil
Alma mater Universidade de Taubaté
Ocupação jornalista

Marcio Campos (Cruzília, 6 de março de 1974) é um jornalista brasileiro.[1]

BiografiaEditar

Com cinco anos, mudou-se para Cruzeiro, no Vale do Paraíba, com sua família, que possuía um bar-restaurante, local onde aprendeu a lidar com o público.

No ano de 1992, passou a cursar jornalismo na Faculdade de Comunicação Social da Universidade de Taubaté. Já formado, tornou-ser repórter de diversas rádios, tais como Cultura, Cacique, Difusora, além de trabalhar no Jornal Vale Paraibano.

Estreou na Televisão na TV Alterosa de Varginha, afiliada do SBT. Já no ano de 1996, retornou à cidade de Taubaté, com o objetivo de atuar na Band Vale. Após três anos, chegou à Band SP, e no ano seguinte, transferiu-se para a TV Record, onde trabalhou em diversos telejornais, o último deles o Cidade Alerta', atuando com José Luís Datena. Após três anos, retornou à Band, continuando a atuar com Datena, agora, à frente do Brasil Urgente.[2]

Em dezembro de 2008 lançou o livro A tragédia de Eloá – Uma sucessão de erros sobre o assassinato de Eloá Pimentel.[2]

No dia 17 de junho de 2011, tornou-se apresentador do Primeiro Jornal, em substituição a Luciano Faccioli.[1] Após deixar a apresentação do Primeiro Jornal, continuou apresentando eventualmente o Brasil Urgente. No dia 2 de junho de 2012 ganhou seu próprio telejornal, o Acontece.

Referências

  1. a b Museu da Televisão Brasileira. «Márcio Campos». Consultado em 30 de dezembro de 2015 
  2. a b «Observatório da Imprensa: CASO SANTO ANDRÉ Radiografia de um crime». 9 de dezembro de 2008. Consultado em 27 de março de 2009 

Ver tambémEditar