Maldras

Rei dos Suevos entre 457 e 459

Maldras (ou Masdras; morto em fevereiro de 460) foi Rei dos Suevos entre 457 e 459.[1][2][3] Tomou o poder depois de assassinar Agiulfo, em Junho de 457, e da morte de Frantano, seu opositor e governante da região norte da Galécia.[2][3] O seu curto reinado ficou marcado por graves enfrentamentos entre as populações hispano-romanas e as camadas dirigentes de origem germânica. Morreu assassinado e sucedeu-lhe o seu filho Remismundo, muito embora o reino se tenha novamente dividido em nova guerra civil.[3]

Referências

  1. Estallo, Ignasi Garces (1999). Historia antigua de Hispania (em espanhol). Barcelona: Edicions Universitat Barcelona. p. 178 
  2. a b Rovira, José Orlandis (2003). Historia del reino visigodo español (em espanhol). Madrid: Ediciones Rialp. p. 30 
  3. a b c Rubia, Beatriz Moya de la (2006). Vigilantes de Archivos, Bibliotecas Y Museos de la Xunta de Galicia Grupo V. Temario Y Test.e-book. (em espanhol). Sevilha: MAD-Eduforma. p. 136 

Ligações externasEditar

Precedido por
Agiulfo
Rei da Galécia
457459
Sucedido por
Remismundo


  Este artigo sobre história ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.