Manuel Mendes de Tânger

Manuel Mendes de Tânger (século XV - século XVI) foi um militar português.

BiografiaEditar

Manuel Mendes foi Cavaleiro Fidalgo da Casa Real, que recebeu do Rei D. Manuel I de Portugal, por Carta de 8 de Junho de 1520, Mercê de Armas Novas, atentendo aos serviços prestados no tempo dos Reis D. Afonso V de Portugal e D. João II de Portugal nas guerras contra os Infiéis, assim como no reinado do próprio Venturoso, com feitos honrados de esforçado Cavaleiro e de grande merecimento, no que se expôs a muito risco e foi bastantes vezes ferido. Conjuntamente lhe foi dado o Apelido de Tânger, por aí ser o campo de seus gloriosos feitos. As Armas concedidas a Manuel Mendes de Tânger são: cortado, o primeiro de azul, com um muro ameiado flanqueado de duas torres de prata, lavrado e aberto de negro, o segundo partido, o primeiro de vermelho, com uma cabeça de mouro cortada de vermelho e fotada de prata e de azul, o segundo de vermelho, com três lanças de prata, hasteadas de ouro, com os ferros para cima, postas 2 e 1; timbre: a cabeça de mouro do escudo.[1]

Parece ser o mesmo Manuel Mendes que exerceu o cargo de Contador da Praça-Forte de Tânger, conforme carta de D. Manuel I de Portugal: "A Manuel Mendes, Cavaleiro da Casa d'el-Rei, morador em Tânger, [faço] mercê de Contador da cidade de Tânger, com o mantimento, prós e percalços ordenados que tinha Pero Babilão, que renunciara em mãos d'el-Rei, segundo carta feita e assinada pelo próprio em Tânger, aos 6 de janeiro de 1514".[2]

Casamento e descendênciaEditar

Casou e teve descendência.

Ver tambémEditar

Referências

  1. "Armorial Lusitano", Afonso Eduardo Martins Zúquete, Editorial Enciclopédia, 3.ª Edição, Lisboa, 1987, pp. 358, 515 e 516
  2. Carta de D. Manuel I de Portugal dando a Mercê de Contador de Tânger a Manuel Mendes. in Arquivo Nacional da Torre do Tombo.
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.