Manuel de Saldanha

D. Manuel de Saldanha (? — 16 de Agosto de 1659) foi o 66.º bispo de Viseu. Licenciado em Cânones pela Universidade de Coimbra, foi reitor daquela Universidade (1639-59) e deputado da Inquisição em Évora e em Lisboa.[1]

D. Manuel de Saldanha, em retrato na Sala do Exame Privado, Universidade de Coimbra.

Foi durante este reitorado que teve lugar a aclamação de D. João IV como rei de Portugal. O Claustro pleno reunido em 13 de Dezembro de 1640, em nome da Universidade, aclamou o rei restaurador. Seis anos mais tarde, em 28 de Julho de 1646, o mesmo reitor e os lentes da Universidade juraram solenemente a Nossa Senhora da Conceição e foi colocada lápide na Capela de S. Miguel, junto ao altar de Nossa Senhora da Luz, no mesmo dia em que a Imaculada Conceição foi proclamada padroeira do Reino em Vila Viçosa[2].

Era filho de Fernão de Saldanha, governador da Ilha da Madeira, e de D. Joana de Noronha, senhora do Morgado da Azinhaga, filha de D. Manuel de Sousa, comendador de Santa Maria de África[3].

Notas

  1. Nota biográfica no Portugal Dicionário Histórico.
  2. Universidade de Coimbra, Marcos Históricos - Sécs. XVII a XIX
  3. [História Genealógica da Casa Real Portuguesa, D. António Caetano de Sousa, Atlântida-Livraria Editora, Lda, 2ª Edição, Coimbra, 1946, -Tomo V-pg. 212]
  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.