Abrir menu principal

Trajetória esportivaEditar

2005–08Editar

Em 9 de setembro de 2005, aos 16 anos de idade, Manuella bateu o recorde sul-americano do revezamento 4x200 metros livre em piscina curta, com a marca de 8m01s78, junto com Paula Baracho, Tatiana Lemos e Joanna Maranhão.[4]

Nos Jogos Pan-Americanos de 2007 no Rio de Janeiro, Manuella obteve a medalha de bronze nos 4x200 metros livre, junto com Monique Ferreira, Tatiana Lemos e Paula Baracho.[5]

2009–12Editar

Participou do Campeonato Pan-Pacífico de Natação de 2010 em Irvine, nos Estados Unidos, onde terminou em sexto lugar nos 4x200 metros livre,[6] 23º nos 400 metros livre,[7] 28º nos 200 metros livre[8] e 49º nos 100 metros livre.[9]

Integrou a delegação nacional que disputou os Jogos Pan-Americanos de 2011 em Guadalajara, no México[3], e ganhou a medalha de prata nos 4x200 metros livre,[10] e ficou em décimo lugar nos 400 metros livre.[11]

Em 14 de março de 2012, Manuella bateu o recorde brasileiro dos 400 metros livre, com o tempo de 4m12s14.[12]

Em 14 de outubro de 2012, Manuella bateu o recorde brasileiro dos 400 metros livres em piscina curta, com a marca de 4m06s57.[13]

2013–16Editar

No Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2013 em Barcelona, terminou em 22º lugar nos 200 metros livre, batendo o recorde sul-americano com o tempo de 1m59s52.[14] Também terminou em décimo lugar no revezamento 4x200 metros livre, junto com Jéssica Cavalheiro, Carolina Queiroz e Larissa Oliveira.[15]

No Campeonato Mundial de Natação em Piscina Curta de 2014 realizado em Doha, no Qatar, terminou em 23º lugar nos 400 metros livre.[16] Também nadou as eliminatórias do revezamento 4x50 metros livre feminino do Brasil.[17]

Em abril de 2015 participou do Troféu Maria Lenk no Rio de Janeiro, e quebrou o recorde sul-americano do revezamento 4x200 metros livre, com 8m03s22, junto com Joanna Maranhão, Larissa Oliveira e Gabrielle Roncatto.[18]

Nos Jogos Pan-Americanos de 2015 em Toronto, no Canadá, Manuella começou ganhando uma medalha de bronze no revezamento 4×100 metros medley, por participar das eliminatórias da prova. Também terminou em nono lugar nos 200 metros borboleta.[19] [20] No segundo dia, ela ganhou uma inédita medalha de bronze nos 200 metros livre, batendo o recorde sul-americano com o tempo de 1m58s03.[21] No terceiro dia, ela ganhou a medalha de prata no revezamento 4x200 metros livre, batendo o recorde sul-americano com o tempo de 7m56s36, junto com Larissa Oliveira, Jéssica Cavalheiro e Joanna Maranhão.[22][23] No quarto dia, ela terminou em quarto lugar nos 400 metros livre, batendo o recorde brasileiro com o tempo de 4m10s92.[24]

No Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2015 em Kazan, na Rússia, ela terminou em décimo lugar nos 4x200 metros livre, junto com Jéssica Cavalheiro, Joanna Maranhão e Larissa Oliveira;[25] 15º lugar nos 200 metros livre;[26][27] e 16º lugar na prova dos 400 metros livre, batendo novamente o recorde brasileiro com o tempo de 4m10s57.[28][29]

No Open realizado em Palhoça em dezembro de 2015, bateu o recorde brasileiro nos 400 metros livre, com o tempo de 4m09s96.[30]

No Troféu Maria Lenk realizado no Rio de Janeiro em abril de 2016, bateu novamente o recorde brasileiro nos 400 metros livre, com o tempo de 4m09s48.[31]

Jogos Olímpicos de 2016Editar

Nos Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro, ela quebrou o recorde Sul-Americano nas eliminatórias dos 200 metros livres, com o tempo de 1m57s28.[32] Ela terminou em 12º nas semifinais. No entanto, ela entrou para a história da natação do Brasil, porque nunca uma mulher brasileira havia conseguido entrar em uma semifinal desta prova[33]. No revezamento 4 × 200 m livre do Brasil, ela quebrou o recorde sul-americano, com o tempo de 7m55s68, juntamente com Jéssica Cavalheiro, Gabrielle Roncatto e Larissa Oliveira, terminando em 11º.[34] Ela também competiu no revezamento 4 × 100 m livre, terminando em 11º.[35]

2016–20Editar

Em 12 de setembro de 2016, no Troféu José Finkel (piscina curta), bateu duas vezes o recorde sul-americano nos 200 metros livres, com o tempo de 1m55s90 nas eliminatórias e 1m54s76 na final[36] . Ela também quebrou o recorde sul-americano no revezamento 4 × 200 metros livre, com o tempo de 7m52s71, junto com Joanna Maranhão, Aline Rodrigues e Larissa Oliveira.[37]

No Campeonato Mundial de Natação em Piscina Curta de 2016, na cidade de Windsor, no Canadá, ela foi para a final dos 200 metros livre, terminando em 8º.[38] Ela também terminou em 40º nos 100 m livres.[39]

No Mundial de Esportes Aquáticos de 2017, em Budapeste, ela terminou em 22º lugar nos 100m livres[40] e 21º nos 200m livres.[41]

RecordesEditar

Manuella é a atual detentora, ou ex-detentora, dos seguintes recordes:[42]

Piscina olímpica (50 metros)
  • Recordista sul-americana dos 200 metros livre: 1m57s28, obtidos em 8 de agosto de 2016
  • Ex-Recordista brasileira dos 400 metros livre: 4m09s96, obtidos em 19 de dezembro de 2015
  • Recordista Sul-Americana dos 4x200 metros livre: 7m55s68, obtidos em 10 de agostol de 2016 com Jessica Cavalheiro, Larissa Oliveira e Gabrielle Roncatto.
Piscina semi-olímpica (25 metros)
  • Ex-Recordista brasileira dos 400 metros livre: 4m06s57, obtidos em 14 de outubro de 2012[13]
  • Ex-Recordista sul-americana do revezamento 4x200 metros livre: 8m01s78, obtidos em 9 de setembro de 2005, com Paula Baracho, Tatiana Lemos e Joanna Maranhão[4]

Principais conquistas[1]Editar

  • Medalha de prata (4x200 metros livre) e de bronze (200 metros livre e 4x100 metros livre) nos Jogos Pan-Americanos de Toronto em 2015
  • Medalha de prata (4x200 metros livre) nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara em 2011
  • Medalha de bronze (4x200 metros livre) nos Jogos Pan-Americanos do Rio em 2007

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b COB - Perfil dos atletas: MANUELLA LYRIO Acessado em 18 de fevereiro de 2017
  2. «Perfil na Folha de S.Paulo à época do Pan 2007». Folha de S.Paulo. 2007. Consultado em 26 de março de 2013 
  3. a b «Perfil no UOL à época do Pan 2011». UOL. 2011. Consultado em 26 de março de 2013. Arquivado do original em 11 de maio de 2012 
  4. a b «Pinheiros bate recordes e dispara na liderança». CBDA. 9 de setembro de 2005. Consultado em 26 de março de 2013. Arquivado do original em 10 de abril de 2013 
  5. «Revezamento feminino é bronze». Globoesporte. 18 de julho de 2007. Consultado em 26 de março de 2013 
  6. «Resultados dos 4x200m livres no Pan Pacífico de 2010». Omega Timing. 19 de agosto de 2010. Consultado em 14 de dezembro de 2014 
  7. «Resultados dos 400m livres no Pan Pacífico de 2010». Omega Timing. 20 de agosto de 2010. Consultado em 14 de dezembro de 2014 
  8. «Resultados dos 200m livres no Pan Pacífico de 2010». Omega Timing. 18 de agosto de 2010. Consultado em 14 de dezembro de 2014 
  9. «Resultados dos 100m livres no Pan Pacífico de 2010». Omega Timing. 19 de agosto de 2010. Consultado em 14 de dezembro de 2014 
  10. «Brasil leva a prata no 4x200m feminino no Pan». Lancenet. 18 de outubro de 2011. Consultado em 26 de março de 2013 
  11. «Joanna sofre, mas vai à final dos 400 m livre; Manuella fica fora». Terra. 17 de outubro de 2011. Consultado em 26 de março de 2013 
  12. «Cielo faz melhor tempo do mundo no ano de 2012». CBDA. 15 de março de 2012. Consultado em 14 de dezembro de 2014. Arquivado do original em 25 de maio de 2012 
  13. a b «Dobradinha de ouro e prata para Kanieski e Marcos na Suécia». CBDA. 14 de outubro de 2012. Consultado em 26 de março de 2013. Arquivado do original em 10 de abril de 2013 
  14. «Manuella Lyrio bate recorde sul-americano». Best Swimming. 30 de julho de 2013. Consultado em 14 de dezembro de 2014. Arquivado do original em 14 de dezembro de 2014 
  15. «Resultados dos 4x200m livres no Mundial de Barcelona 2013». Omega Timing. 1 de agosto de 2013. Consultado em 14 de dezembro de 2014 
  16. «Resultados dos 400m livres no Mundial de Doha 2014». Omega Timing. 5 de dezembro de 2014. Consultado em 14 de dezembro de 2014 
  17. «Resultados dos 4x50m livres no Mundial de Doha 2014». Omega Timing. 5 de dezembro de 2014. Consultado em 14 de dezembro de 2014 
  18. «Revezamento feminino quebra recorde feito nos Jogos Olímpicos de Atenas 2004». CBDA. 8 de abril de 2015. Consultado em 9 de abril de 2015 
  19. «Eliminatórias do primeiro dia (quase) perfeita». Best Swimming. 14 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  20. «Primeiro dia de 5 medalhas e 2 ouros para o Brasil, mas a festa foi canadense». Best Swimming. 15 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015. Arquivado do original em 21 de julho de 2015 
  21. «Brasil ganha 6 medalhas, mais 3 ouros no segundo dia de Pan». Best Swimming. 16 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015. Arquivado do original em 21 de julho de 2015 
  22. «Um dia para celebrar e esquecer». Best Swimming. 17 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015. Arquivado do original em 21 de julho de 2015 
  23. «Joanna melhora sua marca após 11 anos e leva bronze nos 400m medley». Globoesporte. 16 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  24. «Dia histórico para a natação feminina do Brasil no Pan». Best Swimming. 18 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015. Arquivado do original em 23 de setembro de 2015 
  25. «Resultado dos 4x200m livres no Mundial de Kazan 2015». OmegaTiming. 6 de agosto de 2015. Consultado em 6 de agosto de 2015 
  26. «Resultado dos 200m livres no Mundial de Kazan 2015». OmegaTiming. 4 de agosto de 2015. Consultado em 4 de agosto de 2015 
  27. «Em dia de recordes mundiais apenas Felipe França passa a final dos 50 peito». Best Swimming. 4 de agosto de 2015. Consultado em 4 de agosto de 2015. Arquivado do original em 23 de setembro de 2015 
  28. «Resultado dos 400m livres no Mundial de Kazan 2015». OmegaTiming. 2 de agosto de 2015. Consultado em 2 de agosto de 2015 
  29. «Manhã de altos e baixos na abertura da natação em Kazan». Best Swimming. 2 de agosto de 2015. Consultado em 2 de agosto de 2015. Arquivado do original em 23 de setembro de 2015 
  30. «Fim do Open 2015 com 24 índices e Time Brasil com 26 nadadores». Best Swim. 20 de dezembro de 2015. Consultado em 20 de dezembro de 2015 
  31. «Segundo dia de finais aponta 22 nadadores em 27 provas para o Rio 2016». Best Swim. 16 de abril de 2016. Consultado em 17 de abril de 2016 
  32. «Katie Ledecky é soberana, e Manuella garante vaga na semi dos 200m livre». Globoesporte. 8 de agosto de 2016. Consultado em 11 de maio de 2019 
  33. «Brasileira piora tempo e fica fora de final inédita nos 200m livre». UOL. 8 de agosto de 2016. Consultado em 11 de maio de 2019 
  34. «Recorde do continente para meninas do 4x200m livre». CBDA. 10 de agosto de 2016. Consultado em 11 de maio de 2019 
  35. «Etiene Medeiros volta a nadar bem e avança nos 100m livre: "Saiu um peso"». Globoesporte. 10 de agosto de 2016. Consultado em 11 de maio de 2019 
  36. «Manu quebra o recorde sul-americano novamente - corrigido». CBDA. 12 de setembro de 2016. Consultado em 11 de maio de 2019 
  37. «Finkel termina com 38 novos recordes e Pinheiros como maior vencedor da história». CBDA. 17 de agosto de 2016. Consultado em 11 de maio de 2019 
  38. «Resultado dos 200m livres no Mundial de Windsor 2016». OmegaTiming. 6 de dezembro de 2016. Consultado em 27 de abril de 2019 
  39. «Resultado dos 100m livres no Mundial de Windsor 2016». OmegaTiming. 7 de dezembro de 2016. Consultado em 27 de abril de 2019 
  40. «Resultado dos 100m livres no Mundial de Budapeste 2017». OmegaTiming. 27 de julho de 2017. Consultado em 15 de dezembro de 2018 
  41. «Resultado dos 200m livres no Mundial de Budapeste 2017». OmegaTiming. 25 de julho de 2017. Consultado em 15 de dezembro de 2018 
  42. «Recordes de natação femininos». CBDA. 2013. Consultado em 26 de março de 2013. Arquivado do original em 20 de novembro de 2012