Abrir menu principal
Maomé Mádi Senussi
Fotografia de Maomé
Chefe da ordem Senussi
Reinado 1859-1902
Consorte Aixa binte Amade Sirte[1]
Antecessor(a) Maomé ibne Ali Senussi
Sucessor(a) Amade Xarife Senussi
 
Descendência Idris I
Dinastia Senussi
Pai Maomé ibne Ali Senussi
Religião islamismo

Maomé Mádi ibne Saíde Maomé Senussi (em árabe: محمد المهدي بن سيدي محمد السنوسي; transl.: Muhammad Al Mahdi bin Sayyid Muhammad es Senussi) ou Saíde Maomé ibne Maomé Mádi Ali Sanussi (1884-1902), foi o líder supremo da ordem Senussi na Líbia entre 1859 e sua morte em 1902.[2]

VidaEditar

Maomé Mádi foi filho do fundador da ordem Senussi, Maomé ibne Ali Senussi. Nasceu na cidade de Baida ao norte da Cirenaica, atual nordeste da Líbia,[3] e sucedeu seu pai como líder com seu falecimento em 1859. Os otomanos forçaram os Senussi a deixarem Baida à vila desértica de Giarabube em 1856, onde construíram universidade islâmica, mesquita e palácio. O futuro rei Idris I (r. 1851–1869), filho de Maomé Mádi, nasceu ali.[4]

Em 1895, os otomanos novamente forçaram os Senussi e a mudarem-se, muito mais ao sul ao oásis de Cufra no deserto da Líbia no Saara.[4] Em Cufra, Maomé fundou a vila de Tague no topo do oásis com um zauia e mesquita. Seu túmulo está lá, fazendo Tague um local sagrado à ordem Senussi.[5]

Sob a liderança de Maomé, os Senussi chegaram ao topo de sua influência, construindo zauias onde água e pasto estava disponível, e espalhando-se para Uadai no lago Chade.[4] O oásis de Cufra tornou-se centro de comércio às regiões desérticas, com caravanas chegando do Sael e Magrebe. Os comerciantes e suas caravanas levaram o islamismo senússita para regiões remotas, como Darfur e Canem, além do Saara do norte da África.[6]

Referências

  1. Editores 2017.
  2. Vikør 1995, p. 152.
  3. Vikør 1995, p. 51.
  4. a b c Bertarelli 1929, p. 419.
  5. Bertarelli 1929, p. 515.
  6. Vikør 1995, p. 156.

BibliografiaEditar

  • Bertarelli, L. V. (1929). Guida d'Italia, Vol. XVII. Milão: Consociazione Turistica Italiana 
  • Vikør, Knuth S. (1995). Sufi and scholar on the desert edge: Muḥammad b. ʻAlī al-Sanūsī and his Brotherhood. Evanston: Northwestern University Press