Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Marco Valério Messala.
Marco Valério Messala Níger
Cônsul da República Romana
Consulado 61 a.C.

Marco Valério Messala Níger (em latim: Marcus Valerius Messalla Niger) foi um político da gente Valéria da República Romana eleito cônsul em 61 a.C. com Marco Púpio Pisão Frúgio Calpurniano.

Índice

CarreiraEditar

Messala foi pretor no ano do consulado de Cícero, 63 a.C., e cônsul dois anos depois com Marco Púpio Pisão Frúgio Calpurniano,[1] o mesmo ano no qual Públio Clódio Pulcro profanou os mistérios de Bona Dea e Pompeu triunfou por conta de suas vitórias contra os piratas da Cilícia, Tigranes II da Armênia e Mitrídates VI do Ponto. Messala, como cônsul, teve um papel preponderante no processo contra Clódio.

Em 55 a.C., foi eleito censor com Públio Servílio Vácia Isáurico, o cônsul em 79 a.C..

Jurista e oradorEditar

Cícero o considerava um orador respeitável. Em 80 a.C., Messala esteve envolvido na coleta de evidências para a defesa na causa de Sexto Róscio de Ameria.[2] Em 62 a.C., solicitou a Cícero que defendesse seu parente, Públio Cornélio Sula.[3] Em 54 a.C., foi um dos seis oradores que Marco Emílio Escauro contratou para seu próprio julgamento.[4][5]

FamíliaEditar

Messala casou-se com uma irmã de Quinto Hortênsio Hórtalo[6] seria pai de Valéria Messala, a quarta esposa de Sula, e de Marco Valério Messala Rufo, cônsul em 53 a.C.[7].[8][9][10][11] De acordo com William Smith, Plutarco errou ao listá-la como irmã de Quinto Hortênsio Hórtalo, o que teria sido causado porque uma irmã de Hortênsio se casou com algum Valério Messala[12].

Outra teoria defende que Messala casou-se com uma romana chamada Pola, com quem teve um filho, Marco Valério Messala Corvino, que foi cônsul sufecto em 31 a.C., e duas filhas, ambas chamadas Valéria, casadas com Quinto Pédio e Sérvio Sulpício Rufo, filho do cônsul em 51 a.C., respectivamente.[13]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Julius Caesar (4 de abril de 1996). The Gallic War: Seven Commentaries on The Gallic War with an Eighth Commentary by Aulus Hirtius (em inglês). [S.l.]: Oxford University Press. pp. 531–. ISBN 978-0-19-160566-6 
  2. Cícero, Pro Sextus Roscius de Ameria 51
  3. Cícero, Pro Sulla 6
  4. Ascônio, In Scaurian. p. 20, ed. Orelli
  5. Cicero, (23 de fevereiro de 2006). On Government. [S.l.]: Penguin Books Limited. pp. 379–. ISBN 978-0-14-191253-0 
  6. Cíceri, Epistulae ad Familiares, libro viii. 2, 4
  7. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Sula, 35.3-5 [em linha]
  8. Dião Cássio, História Romana XXXVII 46
  9. Júlio César, De Bello Gallico I 2
  10. Plínio História Natural VII 26, VIII 36, XXXVIII 2.
  11. Cícero, Epistulae ad Atticum I 12, 13.
  12. William Smith, A Dictionary of Greek and Roman biography and mythology, 2. Valeria [em linha]
  13. Syme, R., Augustan Aristocracy, pages 20 and 206.

BibliografiaEditar