Abrir menu principal

Marcos Queiroz

político brasileiro
Marcos Queiroz
Nascimento 15 de agosto de 1946 (73 anos)
Recife
Cidadania Brasil
Ocupação político

Marcos Peres Queirós (Recife, 15 de agosto de 1946) é engenheiro e político brasileiro.

Filho de Joel de Albuquerque Queirós e Margarida Peres Queirós, é parte de uma tradicional família de usineiros.[1]

Completou a graduação em engenharia pela Escola Politécnica em Recife em 1970.

Após a extinção do bipartidarismo se filiou ao Partido Democrático Trabalhista (PDT) em 1979. O partido era contra o regime militar e tinha como principal líder Leonel Brizola, ex-governador do Rio Grande do Sul.

Após alguns anos migrou sua filiação para o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), que na época lançava a candidatura de Miguel Arrais, ex-governador conhecidamente progressista e cassado pelo regime militar em 1964.

Marcos concorreu a sua primeira eleição em 1986, ao cargo de deputado federal constituinte. Teve seu mandato de deputado federal constituinte em 1988.[2] Exerceu sua função na Assembléia Nacional Constituinte até apossar o cargo de secretário da Indústria e do Comércio, a pedidos de Miguel Arrais. Seu substituto foi Osvaldo Lima Filho, também do PMDB.

Apesar de não ter contribuído na fase inicial e não ter apresentado nenhuma emenda, voltou às atividades parlamentares em março de 1988, justamente ao final do primeiro turno das votações da Constituinte. Alguns de seus votos foram a favor da nacionalização do subsolo, à limitação dos juros reais em 12% ao ano e ao mandato de cinco anos para o então presidente José Sarney. Empenhou-se em votar contra a limitação dos encargos da dívida externa, a criação de um fundo de apoio à reforma agrária, a estatização do sistema financeiro e a anistia aos micro e pequenos empresários. Defendia o parlamentarismo e concordava com a reforma agrária em terras improdutivas e a definição social de propriedade. Apesar disso, não se fez presente na votação sobre a desapropriação da propriedade produtiva.[3]

Após encerrar seu mandato em 1991 não disputou mais eleições pelo PMDB. Em 1994, filiou-se ao Partido Socialista Brasileiro (PSB) e concorreu ao cargo de deputado federal em 1998 obtendo um resultado negativo.

Referências

  1. Brasil, CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação História Contemporânea do. «MARCOS PERES QUEIROS | CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil». CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Consultado em 25 de setembro de 2018 
  2. «Marcos Queiroz - CPDOC». CPDOC. Consultado em 2 de janeiro de 2018 
  3. Brasil, CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação História Contemporânea do. «MARCOS PERES QUEIROS | CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil». CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Consultado em 25 de setembro de 2018 
  Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.