Margarida de Namur

Margarida de Namur, também conhecida como Sibila (119417 de julho de 1270)[1][2] foi suo jure marquesa de Namur. Ela foi esposa de Raul I de Lusinhão, a quem sucedeu como senhora de Châteauneuf-sur-Cher e de Mareuil-en-Berry. Também foi condessa de Vianden pelo seu segundo casamento com Henrique I de Vianden.

Margarida
Senhora de Châteauneuf-sur-Cher e de Mareuil-en-Berry
Marquesa de Namur
Reinado 12291237
Antecessor(a) Henrique II
Sucessor(a) Balduíno
Condessa de Vianden
Reinado 12201252
Predecessor Matilde de Neuerburgo
Sucessor Maria de Perwez
 
Nascimento 1194
Morte 17 de julho de 1270 (76 anos)
  Marienthal, Luxemburgo
Sepultado em Mosteiro de Marienthal, Luxemburgo
Cônjuge Raul I de Lusinhão
Henrique I de Vianden
Descendência Frederico de Vianden
Filipe I de Vianden
Henrique I de Vianden
Matilde de Vianden
Iolanda de Vianden
Casa Courtenay (por nascimento)
Lusinhão (por casamento)
Sponheim (por casamento)
Pai Pedro II de Courtenay
Mãe Iolanda de Hainaut

FamíliaEditar

Margarida foi a filha primogênita de Pedro II de Courtenay, imperador latino de Constantinopla e de sua segunda esposa, Iolanda de Hainaut. Os seus avós paternos eram Pedro I de Courtenay e Isabel de Courtenay. Os seus avós maternos eram o conde Balduíno V de Hainaut e a condessa Margarida I da Flandres.

Ela teve treze irmãos mais velhos, entre eles: o marquês Filipe II de Namur, os imperadores latinos de Constantinopla, Roberto I e Balduíno; Iolanda, consorte de André II da Hungria; Maria, esposa de Teodoro I Láscaris, imperador de Niceia, etc.

BiografiaEditar

No ano de 1210, Margarida casou-se com Raul I, senhor de Issoudun, filho de Eudes III, senhor de Issoudun e de Alice de Montbard. O casamento não resultou em filhos, e foi anulado antes de 1213.

Alguns anos depois, ela casou-se com o conde Henrique, em 1216. Ele era filho de Frederico III de Vianden e de Matildde de Neuerburg.

Eles tiveram cinco filhos, três meninos e duas meninas.

Em 1229, ela tornou-se a nova marquesa de Namur, após a morte de seu irmão, Henrique. Ela ocupou o seu território em oposição a reivindicação de Fernando de Portugal, Conde da Flandres, filho do rei Sancho I de Portugal. Embora Margarida tenha saído vitoriosa, Fernando obteve os castelos de Vieuville, perto de Charleroi, e Golzinne, perto de Namur.

A marquesa e seu marido governaram juntos Namur até o ano de 1237, quando ela foi obrigada a transferir as terras para o seu irmão, o imperador Balduíno II.

O casal também fundou um mosteiro em Vianden. Após a morte de Henrique, em 1252, Margarida tornou-se freira num mosteiro na vila de Marienthal, próximo a Luxemburgo.

Ela faleceu com cerca de 76 anos de idade, e foi sepultada no Mosteiro de Marienthal.

DescendênciaEditar

  • Frederico de Vianden (m. 10 de novembro de 1247), foi casado com uma mulher desconhecida, talvez um membro da família de Salm, e teve um filho;
  • Filipe I de Vianden (m. 23 de abril de 1273), sucessor do pai. Foi marido de Maria de Perwez, com quem teve três filhos;
  • Henrique I de Vianden (m. 1267), foi bispo de Utrecht de 1247 a 1267;
  • Matilde de Vianden, foi esposa de João Ângelo da Sírmia, com quem teve duas filhas;
  • Iolanda de Vianden (m. 16 de agosto de 1283), foi prioresa de Marienthal, de 1258 a 1283.

AncestraisEditar

Referências