Abrir menu principal

Marinha Alemã

(Redirecionado de Marinha alemã)
Marinha Alemã
Bundeswehr Logo Marine with lettering.svg
País  Alemanha
Subordinação Bundeswehr
Missão Guerra naval
Tipo de unidade Marinha
Criação 2 de janeiro de 1956
Marcha "Gruß an Kiel"
Lema "Wir. Dienen. Deutschland."
("Nós. Servimos. Alemanha.")
História
Guerras/batalhas Operação Sharp Guard
Operação Liberdade Duradoura
Força Tarefa Combinada 150
Operação Active Endeavour
Força Interina das Nações Unidas no Líbano
Operação Atalanta
Logística
Efetivo 16 333
Embarcações 65
Aeronaves 55
Insígnias
Estandarte naval Naval Ensign of Germany.svg
Comando
Chanceler Angela Merkel
Inspetor da Marinha Vice-almirante Andreas Krause
Sede
Quartel-general Comando da Marinha
Localização Rostock, Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental
Internet marine.de

A Marinha Alemã (em alemão: Deutsche Marine, Loudspeaker.svg? ouvir) é a força naval da Alemanha e faz parte da Bundeswehr (Forças Armadas da Alemanha). Era originalmente chamado de Bundesmarine (Marinha Federal) desde de sua criação, 1956 até 1995 com a integração da Volksmarine da Alemanha Oriental. Sua missão principal é a defesa do mar territorial da Alemanha e suas redes de comunicação submarinas. A marinha alemã é constituído por 16.011 marinheiros atualmente.[1]

HistóricoEditar

As raízes da Marinha da Alemanha nos leva à esquadra Imperial, Reichsflotte, da revolução de 1848-1852 e da Marinha da Prússia, a qual mais tarde evoluiu-se na "Marinha Federal da Alemanha do Norte" (Norddeutsche Bundesmarine, 1866-1871) e se tornou a "Marinha Imperial" (Kaiserliche Marine, 1872-1918), conseguindo ser a segunda maior marinha do mundo na década de 1900.[2]

De 1919 a 1921, foi conhecida como Marinha Imperial Temporária (Vorläufige Reichsmarine) então se tornou a Reichsmarine. Foi conhecida como a Marinha de Guerra (Kriegsmarine) de 1935 a 1945.

De 1945 a 1956, a "Administração de Varredura de Minas da Alemanha" ("Deutsche Minenräumdienst") e suas organizações sucessoras fizeram parte entre os membros da Kiegsmarine. Ela se tornou um nível de transição da marinha da Alemanha, que permitiu a futurista Bundesmarine aproveitar dos talentos experientes para sua formação inicial.

Em 1956, com a ascensão da Alemanha Ocidental à NATO, uma nova marinha se estabeleceu e era distinguida como a "Bundesmarine" (a marinha federal). Com a reunificação da Alemanha, em 1990, e a posse de unidades que antes pertenciam a Alemanha Oriental Volksmarine (a marinha do povo) , ficou decidido que a nova marinha chamasse Deutsche Marine (Marinha da Alemanha).

MissãoEditar

A Marinha da Alemanha faz parte das forças armadas da Alemanha (Bundeswehr), e é integrada solidamente à aliança da NATO. Sua missão inclui a participação em missões de reforço à paz e operações mantendo a paz, como também a proteção da Alemanha e seus territórios aliados.

OperaçõesEditar

Os navios da Marinha da Alemanha participam permanentemente em todos os quatro grupos marítimos da NATO. A Marinha também executa operações contra terrorismo internacional, tais como Operação Enduring Freedom (liberdade duradoura) e a operação da NATO, Operação Active Endeavour (esforço ativo).

Actualmente a maior operação da Marinha da Alemanha é sua participação com as UNIFIL II (Forças unidas interim das Nações Unidas no Líbano), fora da costa do Líbano. A contribuição da Alemanha nesta missão inclui duas fragatas, quatro "Schnellboot" (navios de ataque rápido), e duas embarcações auxiliares. A base naval da UNIFIL é comandada por um almirante alemão. Já houve relatos no passado de jatos F-16 israelita atirando em navios da Marinha Alemã. Israel negou que os F-16 atiraram contra os tais navios e declarou que os jatos estavam somente sobrevoando-os.[3]

OrganizaçãoEditar

A Marinha da Alemanha é comandada pelo "Chefe do Pessoal Naval" no Ministério da Defesa em Bonn. Os principais comandos são:

  • Comando da Esquadra em Glücksburg perto de Flensburg e o
  • Comando Naval em Rostock.

A esquadra é comandada pela Esquadra da Alemanha do comandante-chefe (CINCGERFLEET) e compreende de todas as embarcações de combate, aviões, helicópteros e outras forças de combate, enquanto as escolas e bases navais e instalações de testes estão sob o Comando Naval. O contingente da Marinha é de 19 mil homens e mulheres com mais seis mil empregados da marinha servindo em diferentes funções da organização militar central de Bundeswehr.

A marinha como parte da Bundeswehr é responsável em desenvolver e providenciar as capacidades marítimas das forças armadas da Alemanha. Portanto, a marinha está operando várias instalações de teste e desenvolvimento como parte de um serviço interno e de rede internacional.

A esquadraEditar

Comando da Esquadra (Flottenkommando), Glücksburg

Primeira flotilhaEditar

  • Centro de comando de frota (Flottenkommando), Glücksburg
     
    Estandarte do General Inspetor da Bundeswehr.
    • 1º Flotilha (Einsatzflottille 1), Kiel
      • Comando 1º Flotilha
        • Centro de excelência para operações em águas rasas e confinadas (COE CSW)
      • 1º Esquadrão Corvete (1. Korvettengeschwader), Warnemünde
      • 1º Esquadrão de submarinos (1. Unterseebootgeschwader), Eckernförde
      • Centro de treinamento de submarinos (Ausbildungszentrum Unterseeboote), Eckernförde
      • 3º Esquadrão de medidas antiminas (3. Minensuchgeschwader), Kiel
      • 7º Esquadrão de barco de patrulha rápido (7. Schnellbootgeschwader), Warnemünde
      • 5º Esquadrão de medidas antiminas (5. Minensuchgeschwader), Kiel
      • Grupo de proteção de força, (Marineschutzkräfte), Eckernförde
         
        Fragata alemã, F218 Mecklenburg-Vorpommern.
        • Uma companhia de comando e suporte
        • Quatro companhias de proteção de Força (Marinesicherungskompanie)
      • Grupo especial de guerra, (Spezialisierte Einsatzkräfte Marine), Eckernförde
        • Companhia de Comando e suporte
        • Companhia de mergulhadores de combate (Kampfschwimmerkompanie)
        • Companhia de mergulhadores de varreção (medidas antiminas e eliminação de ordenância de explosivos); Minentaucherkompanie
        • Companhia de suporte aos mergulhadores de combate (KS-Unterstützungskompanie)
        • Companhia para operações especiais (e.g. moradia)
        • Companhia de suporte
        • Centro de treinamento especial

Segunda flotilhaEditar

    • 2º Flotilha (Einsatzflottille 2), Wilhelmshaven
      • Centro de Comando 2nd Flotilha
      • 2º Esquadrão de Fragata (2. Fregattengeschwader), Wilhelmshaven
      • 4º Esquadrão de Fragata (4. Fregattengeschwader), Wilhelmshaven
      • Esquadrão auxiliar (Trossgeschwader), Wilhelmshaven/Kiel
    • Esquadrão de piloto naval 3 (Marinefliegergeschwader 3), Nordholz
    • Esquadrão de piloto naval 5 (Marinefliegergeschwader 5), Kiel
    • instituto Médico Naval (Schiffahrtsmedizinisches Institut), Kiel

Departamentos da MarinhaEditar

  • Comando Naval (Marineamt), Rostock
    • Departamento para Desenvolvimento da Marinha, Bremerhaven
    • Escola Naval (Treinamento Naval de Almirantes)
       
      Academia Naval de Mürwik
      • Academia Naval (Marineschule Mürwik), Flensburg-Mürwik
      • Escola de sargentos (Marineunteroffiziersschule), Plön
      • Escola de Engenharia (Marinetechnikschule), Parow, near Stralsund
        • Centro de treinamento de controle de danos (Ausbildungszentrum für Schiffssicherung), Neustadt in Holstein
      • Escola de operações (Marineoperationsschule), Bremerhaven
    • Instalações de suporte (Admiral Naval Logistics)
      • Comando da Base Naval (Marinestützpunktkommando) Wilhelmshaven
      • Comando da Base Naval (Marinestützpunktkommando) Eckernförde
      • Comando da Base Naval (Marinestützpunktkommando) Kiel
      • Comando da Base Naval (Marinestützpunktkommando) Warnemünde
      • Comando de Teste Naval (Kommando Truppenversuche der Marine), Eckernförde
      • Comando Naval & Comando de Sistemas de Controle (Kommando Marineführungssysteme), Wilhelmshaven

Referências

  1. "Die Stärke der Streitkräfte (Unidades das Forças Armadas Alemãs)" Recuperado em 29 de janeiro de 2017(em alemão)
  2. Herwig, 'Luxury Fleet', The Imperial German Navy 1888–1918, The Ashfield Press, Londres, 1980, ISBN 0-948660-03-1, p.36-37
  3. «Resposta de Israel contra acusação de ataque navios da Marinha da Alemanha. Matéria em» (em inglês) 

Ligações externasEditar

Ver tambémEditar