Abrir menu principal
Mary Edwards Walker
Nascimento 26 de novembro de 1832
Morte 21 de fevereiro de 1919 (86 anos)
Oswego
Cidadania Estados Unidos
Ocupação médica, cirurgião
Prêmios Medalha de Honra, National Women’s Hall of Fame

Mary Edwards Walker (Oswego, 26 de novembro de 1832 – Oswego, 21 de fevereiro de 1919) foi a primeira mulher a ser comissionada como médica-cirurgiã do Exército dos Estados Unidos, durante a Guerra de Secessão, e a ser autorizada pelo Congresso a se vestir com roupas de homens.[1] É também a única mulher a ter sido condecorada com a Medalha de Honra, a mais alta condecoração militar dos Estados Unidos, até hoje.[2]

Referências

  1. Green R. Mythological, historical and cross-cultural aspects of transsexualism. In: Denny D, editor. Current concepts in transgender identity. New York: Garland Publishing; 1998. p.3-14.
  2. «Dr. Mary Edwards Walker». whitman-walker.org. Consultado em 23 de abril de 2015. Arquivado do original em 1 de julho de 2015 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.