Abrir menu principal

Maximiliano III, Arquiduque da Áustria

Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde abril de 2012). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Maximiliano III, Arquiduque da Áustria
Nascimento 12 de outubro de 1558
Wiener Neustadt
Morte 2 de novembro de 1618 (60 anos)
Viena
Sepultamento Innsbruck
Progenitores Mãe:Maria da Áustria, Imperatriz Romano-Germânica
Pai:Maximiliano II de Habsburgo
Irmão(s) Ana de Áustria, Rainha de Espanha e Portugal, Isabel da Áustria, rainha de França, Margarida da Áustria, Rodolfo II da Germânia, Ernesto, Arquiduque da Áustria, Matias, Sacro Imperador Romano-Germânico, Alberto VII da Áustria, Venceslau da Áustria
Ocupação duque
Wg oesterreich.gif
Assinatura
Autograph of Maximilian III, Archduke of Austria.PNG

Arquiduque Maximiliano III de Áustria (Wiener Neustadt, 12 de outubro de 1558 - Viena, 2 de novembro de 1618)

Filho do Sacro Imperador Romano-Germânico, Maximiliano II e da Infanta espanhola Maria de Habsburgo.

A partir de 1585, foi designado Grão Mestre da Ordem Totonica e administrador da Prussia. Em 1587, depois da morte de Estevão Báthory, foi candidato a Rei da Polônia, concorrendo contra Sigismundo Vasa, que ganhou a eleição em 19 de agosto de 1587. Em resposta, Maximiliano levou a terras polacas um exercito, com o intuito de impor-se como novo monarca. Logo que a guerra começou, suas tropas foram derrotadas por Jan Zamoyski, fiel a Sigismundo, na batalla de Byczyna e Maximiliano foi encarcerado. Sua libertação foi realizada graças a intervenção do papa Sisto V. Em 1589, renunciou formalmente a suas pretensões ao trono polaco.

De 1583 a 1595 foi Governador da Áustria Interior, e a partir de 1612, do Tirol, de onde impulsionou fortemente a contrarreforma e promoveu o Arquiduque Fernando II para que fosse eleito imperador do Sacro Império Romano-Germânico.