Abrir menu principal

Menandro Rodrigues Fontes (Jaguarão, ? — ??) foi um magistrado e um político brasileiro.

BiografiaEditar

Filho de Francisco Rodrigues Fontes. Foi casado com Maria Joaquina Pereira, filha de Máximo Pereira (ou Máximo Pereira Machado) e Maria Clementina de Souza, prima de Barão de Mauá.

Foi formado pela Academia de Direito de São Paulo, em 1868.

Foi Deputado Provincial à Assembleia Legislativa da Província do Rio Grande do Sul, na 15ª Legislatura/16ª Legislatura, sendo eleito no cargo de 2º Secretário, de 1º de março de 1873 a 7 de abril de 1874. Na 18ª Legislatura/19ª Legislatura foi eleito no cargo de 1º Secretário, de 10 de março a 9 de maio de 1879.

Em 1882, foi Provedor da Santa Casa de Caridade de Jaguarão, do qual apresentou uma planta para prosseguimento da construção da mesma. De imediato chamou os interessados à concorrência para execução daquela obra.

Foi vice-presidente da província do Rio Grande do Sul, assumindo a presidência interinamente, de 1º de junho a 16 de julho de 1883.

Por decreto de 8 de março de 1884 foi nomeado juiz de direito da comarca de Uruguaiana, assumindo a jurisdição em 30 de junho do mesmo ano. Por portaria do Ministério da Justiça de 15 de maio de 1885, foi prorrogada a sua licença concedida por seis meses.

Consta no Índice de Testamentos de Jaguarão, o testamento de Nome (Testador) - folha (fls) - ano do testamento (Ano) - ano de abertura (Abertura): Menandro Rodrigues Fontes, Doutor; 28; 1886/1892.

Ligações externasEditar