Menina Veneno

Canção de Ritchie
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Meninas Veneno.
"Menina Veneno"
Single de Ritchie
do álbum Voo de Coração
Lado B "Baby Meu Bem (Te Amo)"
Lançamento Fevereiro de 1983[1]
Formato(s) 7" Single, 12" Single
Gênero(s) New wave, pop rock[2]
Duração 4:46
Gravadora(s) Epic Records
Composição Ritchie, Bernardo Vilhena
Produção Vinyl
Cronologia de singles de Ritchie
"A Vida Tem Destas Coisas"
(1983)

"Menina Veneno" é uma canção de Ritchie, cantor e compositor inglês radicado no Brasil, escrita em parceria com o letrista Bernardo Vilhena e lançada no ano de 1983 no álbum Vôo de Coração, pela gravadora CBS[2] (selo Epic), (atual Sony). Há uma versão em espanhol desta canção, "Mi niña veneno", e outra interpretada por Óscar Athié, conhecida como "Amiga veneno".

Foi a canção mais tocada no ano de 1983 nas rádios do Brasil.[3][4] O compacto da música vendeu 500 mil cópias,[5] sendo o mais vendido daquele ano no país.[6]

A MTV Brasil utilizou um trecho do refrão da música como trilha sonora da abertura do programa Meninas Veneno.

Composição, lançamento e repercussãoEditar

Depois de se mudar para o Brasil e tocar com grupos e músicos diversos, Ritchie havia abandonado a música após ouvir de várias gravadoras que o rock não dava certo no Brasil.[7] Um tempo depois, decidiu criar um trabalho de synth-pop e procurou Bernardo Vilhena para criar canções.[8]

Mais tarde, a CBS o contrataria para regravar duas canções que ele havia mostrado à gravadora em formato demo, mas acabou gravando uma faixa nova que havia composto com Bernardo: "Menina Veneno". O então diretor da CBS, Claudio Condé, gostou do material quando o ouviu.[9]

Os demais líderes da gravadora, contudo, não apostaram na canção. Claudio enviou a faixa, então, para um divulgador da gravadora em Fortaleza, de modo a usar a Região Nordeste do Brasil como "teste" para o possível sucesso da música. [10] O resultado foi que o compacto fez tanto sucesso que era tocado catorze vezes por dia em cada rádio da região.[11] Depois, quando foi lançado oficialmente, atingiu a marca de 500 mil cópias vendidas.[1]

A faixa, com sintetizadores e um solo de saxofone, tem uma estética gelada e contida que contrastava com o pop orgânico e solar que imperava no Brasil na época; o visual de Ritchie, também diferente do que se via no país, também ajudou a alavancar as vendas.[9]

Ficha técnicaEditar

Versão de Zezé Di Camargo & LucianoEditar

"Menina Veneno"
Single de Zezé Di Camargo & Luciano
do álbum Zezé Di Camargo & Luciano
Lançamento 1995
Formato(s) Airplay
Gravação 1995
Gênero(s) Sertanejo
Duração 4:17
Gravadora(s) Columbia Records, Sony Music
Composição Ritchie, Bernardo Vilhena
Produção César Augusto

"Menina Veneno" é uma canção gravada pela dupla sertaneja Zezé Di Camargo & Luciano, lançada em 1995 como faixa do álbum de nome honônimo. Regravação do grande sucesso de Ritchie, o hit voltou ao sucesso uma década após o lançamento original, sendo aclamado por público e crítica ao lado de diversas à época músicas inéditas. Em 2002, a dupla também regravou a versão em espanhol para o álbum Zezé Di Camargo & Luciano em Espanhol.

Referências

  1. a b Barcinski 2014, p. 192.
  2. a b Barcinski 2014, pp. 191-195.
  3. «Top Hits - 1983». Mofolândia. Consultado em 26 de junho de 2011. Arquivado do original em 23 de dezembro de 2016 
  4. «As 100 músicas mais tocadas em 1983». A Vitrine do Rádio. Consultado em 11 de fevereiro de 2020 [ligação inativa]
  5. «Bernardo Vilhena - Dados Artísticos». Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Consultado em 4 de setembro de 2015 
  6. Barcinski 2014, p. 197.
  7. Barcinski 2014, p. 193.
  8. Barcinski 2014, p. 194.
  9. a b Barcinski 2014, p. 195.
  10. Barcinski 2014, p. 191.
  11. Barcinski 2014, pp. 191-192.
  Este artigo sobre uma canção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.