Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde Fevereiro de 2011). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Metilação é o termo usado em ciências químicas para denominar a ligação ou substituição de um grupo metila sobre vários substratos. O termo é comumente usado em química, bioquímica, ciência dos solos e nas ciências biológicas.

Em bioquímica, metilação refere-se mais especificamente à substituição de um átomo de hidrogênio pelo grupo metila.

Em sistemas biológicos, metilação é catalisada por enzimas; tais metilações podem estar envolvidas na modificação de metais pesados, regulação de expressão gênica, regulação de funções de proteínas, e metabolismo de RNA. A metilação de metais pesados pode também ocorrer fora dos sistemas biológicos. A metilação química de amostras de tecidos é também um método para reduzir certos artefatos de colorações histológicas.

Metilação em químicaEditar

 Ver artigo principal: Alquilação

Em química, a metilação é uma reação química que consiste a adição de um grupo metila (-CH3) a uma molécula, com o caso particular quando um átomo de hidrogênio é substituído por um grupo metil.

É um caso específico de alquilação.

Metilação em biologiaEditar

EpigenéticaEditar

Em biologia (e na bioquímica relacionada), a metilação é o principal mecanismo epigenético. A metilação consiste na transferência de grupos metilo a algumas das bases citosinas (C) do ADN situadas previa e contiguamente a uma guanina (G). Visto que a metilação é fundamental na regulação do "silenciar" dos genes, pode provocar alterações na transcrição genética sem necessidade de que se produza uma alteração na sequência do ADN, sendo um dos mecanismos responsáveis pela plasticidade fenotípica. Neste processo há a intervenção das enzimas ADN-metiltransferases.

Desenvolvimento embrionalEditar

Metilação no desenvolvimento pós-natalEditar

Metilação e câncerEditar

Genes supressores tumorais: atuam reprimindo o crescimento celular. “Evitam tumores”. Quando metilados, perdem a sua função.

Metilação e defesa à bactériasEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.