Mikoyan-Gurevich I-211

O Mikoyan-Gurevich I-211 foi um protótipo de caça soviético de alta altitude construído durante a Segunda Guerra Mundial. Foi uma versão do Mikoyan-Gurevich I-210, que era por si mesmo uma variante do Mikoyan-Gurevich MiG-3, equipado com um motor radial Shvetsov ASh-82F. Seu desenvolvimento foi um tanto prolongado e apesar de bem sucedido, na época que foram finalizados os testes do fabricante no início de 1944, não havia mais necessidade de um caça de alta altitude e não era vantajoso reduzir a produção dos caças existentes para converter uma fábrica para o I-211.

I-211
Descrição
Tipo / Missão Caça
País de origem  União Soviética
Fabricante Mikoyan-Gurevich
Quantidade produzida 1
Desenvolvido de Mikoyan-Gurevich I-210
Primeiro voo em 12 de fevereiro de 1943 (79 anos)
Tripulação 1
Especificações
Dimensões
Comprimento 7,954 m (26,1 ft)
Envergadura 10,2 m (33,5 ft)
Altura 3,63 m (11,9 ft)
Área das asas 17,44  (188 ft²)
Alongamento 6
Peso(s)
Peso vazio 2 528 kg (5 570 lb)
Peso carregado 3 100 kg (6 830 lb)
Propulsão
Motor(es) Shvetsov M-82F
Potência (por motor) 1 850 hp (1 380 kW)
Performance
Velocidade máxima 670 km/h (362 kn)
Alcance (MTOW) 1 440 km (895 mi)
Teto máximo 11 300 m (37 100 ft)
Armamentos
Metralhadoras / Canhões ShVAK de 20 mm
Notas
Fonte: Gordon[1]

DesenvolvimentoEditar

O I-211 foi um descendente direto do protótipo Mikoyan-Gurevich I-210, também conhecido como MiG-3-82 ou MiG-9. No final de 1941, houve a decisão de encerrar a produção do motor Mikulin AM-35A utilizado pelo MiG-1 e MiG-3 em favor do motor Mikulin AM-38 utilizado no Ilyushin Il-2. A equipe de projetos da MiG já havia criado uma versão do MiG-3 chamado de I-210, utilizando um motor radial Shvetsov ASh-82 ao invés de um motor em linha refrigerado a água. Algumas alterações foram feitas para acomodar a larga circunferência do motor, mas o redesenho da entrada de ar do motor foi falho e o I-210 provou ser mais lento que o Yak-1 ou que o LaGG-3 quando voou pela primeira vez em 23 de Julho de 1941.[2]

Artem Mikoyan e Mikhail Gurevich continuaram o desenvolvimento e outro protótipo foi construído, o MiG I-211, ou MiG-9Ye, utilizando um motor melhorado, o ASh-82F. Outras melhorias em relação ao I-210 incluíram refinamentos aerodinâmicos na entrada de ar do motor, a cabine de pilotagem foi movida 24,5 cm (9,65 in) para trás, as entradas de ar para o radiador de óleo foi movida para as raízes da asa, o radiador de óleo foi movido inteiramente para dentro da fuselagem e uma maior cauda foi instalada. Foi armado com dois canhões automáticos ShVAK de 20 mm. Pesava cerca de 300 kg (661 lb) menos que o I-210, possivelmente devido a sua estrutura inteira de metal, mas isto não pode ser confirmado.[3]

Estes refinamentos levaram a maior parte do ano de 1942 para projetar e a montagem não havia iniciado até Dezembro de 1942. Seu primeiro voo foi em 24 de Fevereiro de 1943. A redução no arrasto e em peso melhoraram bastante o desempenho em relação ao I-210, com uma velocidade máxima de 670 km/h (362 kn) a uma altitude de 7 000 m (23 000 ft) e levava apenas 4 minutos para atingir uma altitude de 5 000 m (16 400 ft). A OKB havia originalmente planejado construir dez aviões no primeiro trimestre de 1943, mas os testes do fabricante demoraram e não haviam sido concluídos até o primeiro trimestre de 1944. Nesta época, havia pouca demanda para um caça de alta altitude e o projeto foi cancelado com apenas uma aeronave tendo sido construída.[3]

NomenclaturaEditar

Em alguns livros mais antigos, o MiG I-211 é chamado de MiG-5. Entretanto, sabe-se agora que a designação MiG-5 foi reservada para a versão de produção do MiG DIS, um caça bimotor que não entrou em produção. O acrônimo DIS vem de Dalnij Istrebitel Soprovozhdenya ou caça de escolta de longo-alcance. Similarmente, a designação MiG-9 seria utilizada para a versão de produção do MiG-3 com o motor radial ASh-82. Este nome foi reutilizado logo depois para o primeiro caça a jato da Mikoyan-Gurevich.[4]

OperadoresEditar

  União Soviética

ReferênciasEditar

Notas
  1. Gordon (2008)
  2. Gordon (2008), pp. 111–12
  3. a b Gordon (2008), p. 113
  4. Gordon (2008), p. 125
Bibliografia
  • Gordon, Yefim (2008). Soviet Airpower in World War 2. Hinckley, Reino Unido: Midland Publishing. ISBN 978-1-85780-304-4 

Leitura AdicionalEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Mikoyan-Gurevich I-211
  • Gordon, Yefim (2003). Mikoyan's Piston-Engined Fighters (Red Star Volume 13). Earl Shilton, Leicester, Reino Unido: Midland Publishing Ltd. ISBN 1-85780-160-1 
  • Gordon, Yefim; Khazanov, Dmitri (1998). Soviet Combat Aircraft of the Second World War, Volume One: Single-Engined Fighters. Earl Shilton, Leicester, Reino Unido: Midland Publishing Ltd. ISBN 1-85780-083-4 
  • Green, William (1961). War Planes of the Second World War, Volume Three: Fighters. Londres, Reino Unido: Macdonald & Co.(Publishers) Ltd. ISBN 0-356-01447-9 
  • Green, William; Swanborough, Gordon (1977). WW2 Aircraft Fact Files: Soviet Air Force Fighters, Part 1. Londres, Reino Unido: Macdonald and Jane's Publishers Ltd. ISBN 0-354-01026-3