Abrir menu principal

A raça Mocho Nacional foi consolidado, no início do XX, por infusão de sangue Caracu sobre o gado mocho, procedente de Goiás, de origem desconhecida[1][2]. Por ser uma raça europeia naturalizada, propicia o sucesso dos cruzamentos em relação à adaptação dos produtos cruzados, podendo se tornar uma opção para a pecuária de corte. A zebuína Tabapuã[3] também foi formada com algum sangue de Mocho Nacional, além das linhagens de Caracu Mocho.

NotasEditar

Referências

  1. «UFLA: Mocho Nacional, Caracu e Caracu Mocho». Consultado em 11 de junho de 2010. Arquivado do original em 23 de outubro de 2009 
  2. Vila Bol: Mocho Nacional
  3. «UFLA: Tabapuã». Consultado em 11 de junho de 2010. Arquivado do original em 21 de outubro de 2010