Abrir menu principal

Museu Boijmans Van Beuningen

museu de arte em Roterdão
Museu Boijmans Van Beuningen
Tipo museu
Inauguração 1849 (170 anos)
Visitantes 252 300
Acervo 140 000
Administração
Diretor(a) Alphonsus Petrus Antonius Vorenkamp
Website oficial
Geografia
País Países Baixos

O Museu Boijmans Van Beuningen (pronuncia em neerlandês: [myˈzeːjʏm bɔjmɑns vɑn bøːnɪŋən]) é um museu de arte em Roterdã, Holanda. Está localizado no Museumpark no bairro Rotterdam Centrum, perto do Museu Kunsthal e o Museu de História Natural de Roterdã.[1]

O museu abriu em 1849. Ele abriga as coleções de Frans Jacob Otto Boijmans (1767-1847) e de Daniël George van Beuningen (1844-1955). Seu acervo inclui desde arte medieval até arte contemporânea, com obras de Rembrandt, Claude Monet, Vincent van Gogh, e Salvador Dalí.

Em 2013, o museu recebeu 292,711 visitantes e foi o 14º museu mais visitado na Holanda [1].

HistóriaEditar

O museu foi estabelecido em 1849[2] com o nome Museu Boymans com a coleção de Frans Jacob Otto Boijmans. Uma grande parte de seu acervo foi perdido em um incêndio em 1864.

A coleção do empresário Daniël George van Beuningen foi acrescentada ao acervo em 1958, quando o museu foi renomeado Museum Boymans-van Beuningen. Sua grafia mudou para Museum Boijmans Van Beuningen em 1996.

ColeçãoEditar

Seu acervo inclui desde arte medieval até arte contemporânea, com um maior foco na arte holandesa. Grande parte do acervo pertence a os colecionadores já mencionados, mas outros indivíduos também contribuíram ao longo dos anos.

Dentre os artistas exibidos no museu, destacam-se Hieronymus Bosch, Pieter Bruegel, o Velho, Rembrandt, Claude Monet, Wassily Kandinsky, Vincent van Gogh, Maurizio Cattelan, Paul Cézanne, René Magritte, Salvador Dalí, Mark Rothko, Edvard Munch e Willem de Kooning.

O acervo também inclui uma das maiores coleções de esboços, desenhos e litografias do mundo.

ReferênciasEditar

  1. a b Jaarverslag 2013, Museum Boijmans Van Beuningen, 2014. Acesso em 28 junho 2014.
  2. Museum Boijmans Van Beuningen, Stadsarchief Rotterdam. Acesso em 5 de agosto de 2014.