Museu do Vasa

museu em Estocolmo, Suécia

O Museu do Vasa (em sueco: Vasamuseet) é um museu histórico temático localizado em Estocolmo, na Suécia, em cujo local está exibido o navio Vasa.[1]

Museu do Vasa
Tipo museu marítimo
Inauguração 1990 (31 anos)
Visitantes 1 220 429
Website oficial
Geografia
Coordenadas 59° 19' 41.052" N 18° 5' 29.004" E
Localização Estocolmo, Estocolmo
País Suécia


Museu do Vasa
Vasamuseet
Museu do Vasa, em Estocolmo, na Suécia: vista parcial do navio
Tipo História marítima
Inauguração 15 de junho de 1990
Visitantes 1 532 779 (2019)
Geografia
País  Suécia
Cidade Estocolmo
Localidade Djurgården
Fachada norte do museu

O Vasa foi um navio de guerra sueco, do início do século XVII, afundado quando deixava o porto em sua primeira viagem, o que causou uma comoção nacional à época. Depois de 333 anos debaixo de água, foi recuperado e tornado acessível ao público neste museu. Atualmente é o museu mais visitado dos países escandinavos - 1 532 779 visitantes (2019)[2][3]

O VasaEditar

Construído por determinação do Rei Gustavo Adolfo II da Suécia, com o desafio de se constituir no mais potente navio de guerra de seu tempo, os seus três mastros principais elevavam-se a mais de 50 metros de altura, suportando uma dezena de velas. Estava equipado com 64 peças de artilharia de diversos calibres, magnificamente decorado com 700 esculturas entalhadas em madeira. A sua tripulação era de 400 homens.

No dia 10 de Agosto de 1628, poucos minutos após ter soltado ferros para a sua viagem inaugural, e após ter percorrido 1 300 metros, o navio foi acossado por uma forte rajada de vento que o fez inclinar para esquerda, deixando entrar água pelas portas de arma inferiores, causando o seu naufrágio ainda no porto, um acidente que envergonhou o país. [3]

O achado arqueológico submarinoEditar

Trezentos e trinta e três anos mais tarde, na década de 1950, o navio foi encontrado imerso no lodo do fundo do porto, que teve a virtude de conservar relativamente intacta a estrutura da embarcação.

Em 1961, o navio foi trazido de novo à superfície. Iniciou-se assim um dos mais importantes trabalhos de resgate e restauro do nosso tempo, apresentado ao público em um museu histórico temático, onde os visitantes podem observar os diversos aspectos construtivos e de resgate, limpeza, preservação e restauro da embarcação, assim como aspectos da vida cotidiana da Suécia no início do século XVII. [3]

Referências

  1. Ottosson, Mats; Åsa Ottosson (2008). «Bäst i Sverige - Museer och konsthallar». Upplev Sverige (Conheça a Suécia). En guide till upplevelser i hela landet (em sueco). Estocolmo: Wahlström Widstrand. p. 10. 527 páginas. ISBN 9789146215998 
  2. «Antal besök på medlemsmuseerna 2019» (em sueco). Sveriges museer. Consultado em 14 de março de 2020 
  3. a b c Åsa Ottosson e Mats Ottosson (2012). «Vasamuseet, Stockholm». Upplev det bästa i Sverige [Conheça o melhor da Suécia]. Topplistor landskap för landskap; Topplistor för hela familjen (em sueco). Estocolmo: Bonnier Fakta. p. 47. 118; 106 páginas. ISBN 9789174242126 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Museu do Vasa